Siga-nos

Perfil

Expresso

9/11

  • 333

Em 13 anos, nunca tinha acontecido: na sexta-feira da semana passada, a primeira página do “New York Times” não incluía uma única referência aos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. Inevitavelmente, o jornal detentor de 117 prémios Pulitzer e que, no cabeçalho, ostenta o lema “All the news that’s fit to print” (Phil Ochs intitularia o seu álbum de estreia, em 1964, “All the News That’s Fit to Sing”) foi, de imediato, acusado pela direita republicana de, por omissão, ofender a memória das vítimas do dia em que a história do século XXI começou.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI