Siga-nos

Perfil

Expresso

Desire

  • 333

Aparentemente, a Desire Street, em New Orleans, foi assim chamada num gesto de homenagem ortograficamente equivocado a Désirée Clary, noiva de Joseph Bonaparte, a quem o irmão mais novo, Napoleão, sugeriu, descontraidamente, a troca com a irmã, Marie Julie, ficando ele com Désirée. Joseph e Julie viriam a ser reis de Nápoles, da Sicília e de Espanha, mas Désirée, afinal preterida por Napoleão a favor de Joséphine de Beauharnais, acabaria por, após diversos affaires cortesãos, tornar-se rainha da Suécia e da Noruega, através do casamento com Jean Bernadotte, aliás, Karl Johan, aliás, Charles XIV da Suécia & Charles III da Noruega — antes disso, por um breve instante, nomeado governador da Louisiana. Assunto convenientemente francófono e promíscuo para a origem do nome de uma rua da cidade batizada em honra do duque de Orléans, mas mais popular sob a designação de “the Big Easy”. Tennessee Williams, tirando partido da óbvia ambiguidade, já a celebrizara em “A Streetcar Named Desire” e, agora, é a vez de Rickie Lee Jones, com “The Other Side of Desire”, o fazer também. 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI