Siga-nos

Perfil

Expresso

Foi Carnaval, e já houve quem levasse a mal

reuters

A história do Carnaval em poucas linhas, a questão de se assumir ou não a homossexualidade e a importância ou falta dela que essas escolha tem para a política; a corrupção em diversos países, a ascensão dos Ciudadanos em Espanha, o défice americano o nosso crescimento de 2,7%, melhor desde 2000, os nossos impostos, os milagres de Lourdes, as malvadezas de gente da Oxfam e ainda Jorge Amado, Érico Veríssimo e Vargas Llosa. Tem que ler!

Não é que ande tudo ligado, mas a propósito do Carnaval muitas coisas podem ser ditas. Umas a sério e outras mais a brincar. Sobretudo se adotamos a máxima de Vítor Hugo: se isto é sempre um Carnaval, não sobra dia para o Carnaval. Ora vejam...

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)