Siga-nos

Perfil

Expresso

Será que o diabo quer esta alma?

Uma visão infernal da semana, que passa por Rio (e o Rio Letes, ou esquecimento, oposto da verdade, era um dos que banhava o Inferno), aborda a desgraça em Tondela, critica o novo puritanismo, reflete as questões da Supernanny, repudia as ordinarices de Trump, fica perplexa com asneiras do futebol e ainda oferece recomendações de livros, nomeadamente de Oscar Wilde, de visita ao Museu Nacional de Arte Antiga, recorda que há bilhetes para os U2, repudia adulterações de óperas e evoca a memória de Madalena Iglésias. E não é um retrato da semana – é uma fotografia de como o autor vê os dias que passam. Para ler devagar

Sem esperança é um inferno, como estava escrito no portal do próprio Inferno, lugar, já se sabe, de quem vendeu a alma a Mefistófeles, Lúcifer, Belzebu, Maligno, Satanás, e 500 outros modos de designar o diabo. Mas aqui pode entrar sem medo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido