Siga-nos

Perfil

Expresso

Pacto para a Justiça

  • 333

Na abertura do ano judicial, o Presidente da República colocou de novo na agenda política a necessidade de um pacto para a Justiça. O facto de o ter feito, catorze anos após José Miguel Júdice ter lançado o tema e depois de Jorge Sampaio ter organizado o Congresso da Justiça (que se deveria repetir a cada três anos, o que nunca aconteceu), prova que aquilo que entretanto se conseguiu foi pouco para a dimensão dos problemas que o sector enfrenta e que não será possível avançar de forma segura sem um sólido entendimento entre os principais atores (juízes, procuradores, advogados e funcionários judiciais, entre outros), antes de chegar a vez de os partidos tomarem posição.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)