Siga-nos

Perfil

Expresso

“Panama Papers”

  • 333

Das coisas mais ouvidas nos últimos dias a propósito do escândalo dos “Panama Papers” é que o problema é grave, é mesmo muito grave, mas não se resolve caso a caso e só pode ser atacado com uma concertação global simultânea. Se se reparar bem, o argumento não é muito diferente do já ouvido noutros casos. Veja-se o drama dos refugiados, em que cada um olha para o seu quintal, exige que a resposta seja global, mas o tempo passa e ficamos na mesma.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI