Siga-nos

Perfil

Expresso

Confusão e compromisso

  • 333

É verdade que ninguém antecipou o que estamos a viver e que a maioria dos portugueses não suspeitava que o nosso sistema parlamentar podia produzir situações como a que enfrentamos. Mas, num quadro político em que os claros vencedores das eleições de 4 de outubro não garantem uma maioria e o perdedor pode liderar uma estranha frente de esquerda, é melhor não cair em reações primárias.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI