Siga-nos

Perfil

Expresso

A cartografia cor de rosa

A ano e meio das legislativas, e eleito que está o novo presidente do PSD, há uma espécie de reordenamento do território político. Todos os partidos se estão a encaixar num novo espaço, que é um espaço dinâmico, porque o próprio posicionamento de uns conflui ou confronta o dos outros. Curiosamente, o PS é aquele que menos se mexe. Porque está vitorioso. E porque é em torno dele — e em função dele — que todos os outros se reposicionam. Não é certo nem errado, é um sintoma de sujeição à força eleitoral crescente do PS. Mas enquanto os outros partidos forem satélites, não serão planetas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)