Siga-nos

Perfil

Expresso

Do mal, o-

Que estas suspeitas de corrupção em negócios do Estado com privados sejam com compra e venda de sangue, que chegaram a implicar que sangue de dadores fosse pela pia abaixo, torna o caso especialmente repugnante. Não é um pormenor. Se o capital não tem pátria e o dinheiro não tem cor, a corrupção não tem dor.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)