Siga-nos

Perfil

Expresso

Guterres e o outro mundo:
 o nosso

  • 333

Não se pode ver o mundo moderno como ele é a não ser que se reconheça a força esmagadora do patriotismo, lealdade nacional.” Estávamos em 1941 quando Orwell escreveu esta frase, no ensaio “O Leão e o Unicórnio: o Socialismo e o Génio Inglês”. Quatro anos depois, a II Guerra Mundial terminaria. E a ONU seria fundada. O mundo é hoje muito diferente. O poder relativo das nações alterou-se, as fronteiras dealbaram-se e a maldade concreta da guerra transmutou-se em conceitos incapturáveis. A desordem do mundo em conflito é diferente. A ONU não. O secretário-geral sim.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)