Siga-nos

Perfil

Expresso

O cofre que se abre

  • 333

2005. Buscas da PJ encontram 2 milhões de euros em cofres na Rua de São Bernardo, em Lisboa. É naquela morada que líderes da família Espírito Santo continuarão a reunir-se em segredo, até uma primeira notícia em 2013. Parte do dinheiro está em nome de administradores da ES Enterprises, uma offshore que permanecerá oculta até ser notícia em 2015 como “saco azul do GES”. Onze anos depois, os 2 milhões de euros nunca foram reclamados. Nunca.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(
acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)