Siga-nos

Perfil

Expresso

A força de acreditar

  • 333

Vocês têm a noção do que estão a fazer? Deixar o controlo do maior banco privado português em mãos angolanas?!” A minha pergunta era franca e partia de dois receios, o de Angola ser um país sem as mesmas regras de transparência bancária e o de o banco poder passar a privilegiar empresários por serem angolanos e não pelo mérito dos seus projetos. A resposta do poder de Estado com quem falava foi cabal: “Pedro, com o dinheiro que há a perder no BCP, ser angolano é o menor dos problemas”. Estávamos em 2011.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI