Siga-nos

Perfil

Expresso

Era uma vez a guerra

  • 333

Nós procuramos as causas, eles buscam as consequências. Nós somos ricos (sim, ricos), eles são pobres (sim, pobres). Nós vemo-nos evoluídos e vemo-los bárbaros, eles veem-nos corrompidos e veem-se justiceiros. Nós respiramos um estilo de vida, eles suam num estilo de morte. Somos países de negócios, de corrupções, de interesses mas somos povos do humanismo, das Luzes, da ciência, da civilização moderna. Quando aquela brutalidade passa a ser esta brutalidade, não a entendemos. Mas se depois do “o que é isto?” vem o “é matá-los a todos!”, o desvão é primário e inútil. Felizes os que nasceram neste Ocidente imperfeito e livre. Não é parte de nós, aquilo. Mas ei-lo entre nós.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI