Siga-nos

Perfil

Expresso

Alice através do espelho

  • 333

Andamos pávidos com isto mas não estamos perdidos, a democracia encontra o seu curso como a água entre pedregulhos. Não temos uma saída, temos muitas. “Havia portas a toda a volta da sala, mas estavam todas trancadas”, viu Alice depois de cair. Depois, foi simples: bastou-lhe encontrar uma chave dourada, topar um cortinado que escondia uma porta minúscula que dava para um buraco de rato, beber uma garrafa para encolher como um telescópio, comer um bolo para crescer como uma girafa, derramar litros de lágrimas, recitar poemas e seguir o coelho branco.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI