Siga-nos

Perfil

Expresso

Procrastinador vs. anulador: quem ganha?

Há dois comportamentos da vidinha que costumamos meter no mesmo saco mas que não devem ser misturados — até porque quem comete um destes crimes sociais pode não ser propenso a ambos. ‘Procrastinar’ e ‘anular’ compromissos são aparentemente dois grandes parceiros de quem, por exemplo, trabalha em casa e é ‘senhor do seu tempo’. Ser ‘senhor do seu tempo’, normalmente, equivale a viver sob o jugo da procrastinação — que basicamente é a liberdade para gastar o tempo nas coisas mais parvas e inúteis que podem existir para evitar fazer a única coisa que se devia fazer, tudo para mais tarde entrar em pânico para tentar anular fazê-la e finalmente ter de a fazer num curto espaço de tempo. O que, retrospetivamente, podia ter sido feito tranquilamente.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)