Siga-nos

Perfil

Expresso

O cerebro desonesto

Há uma ideia ingénua de que, quando Donald Trump se for, quando as redes sociais tiverem aperfeiçoado a sua forma de expurgar quem agora as consegue manipular “de fora”, tudo regressará “quase ao mesmo”. O “real” voltará a depender de factos e não de falsidades. Acontece que há uma novidade que merece ser dita: os factos já não interessam para nada.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)