Siga-nos

Perfil

Expresso

Muito sorriso e muito siso

Muito sorriem os norte-americanos. Há mesmo um tipo de sorriso muito USA que é tão deles que o impõem ao mundo global, da política aos negócios do retalho, às vezes com maus resultados. Mas estou a adiantar-me. Os próprios norte-americanos não terão a noção de quanto sorriem na interação com os de “fora”. Um sorriso aberto e excitado. Que muitas culturas por vezes têm dificuldade em percecionar. Aliás — e vou-me adiantar outra vez —, os portugueses estão fracotes a sorrir. Ou estavam, não sei bem. Devia ter perguntado ao maior especialista do mundo nestas coisas, que é português. Comecemos pelos americanos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)