Siga-nos

Perfil

Expresso

O Unabomber estava certo?

Nos anos 90, um tecnoterrorista batizado Unabomber nunca chegou verdadeiramente a ser levado a sério, mesmo tendo provocado três mortes e 23 feridos em dezenas de atentados que levou a cabo ao longo de duas décadas. Ted Kaczynski, era esse o seu nome, conseguiu mesmo obrigar o “New York Times” e o “Washington Post” a publicar o seu manifesto, isto quando os jornais eram coisas sérias. Mas a declaração do Unabomber foi considerada um arrazoado anti-industrialismo sem sentido, defensor de um anarcoprimitivismo, cujo estilo e forma tão idiossincráticos levaram à sua identificação e consequente detenção. Ao revisitar as ideias deste matemático brilhante formado em Harvard e a lecionar em Berkeley que foi viver para uma cabana no meio do nada em Montana não se deixa de ter a sensação de um visionarismo que não tivemos a mínima capacidade de vislumbrar — mais de 20 anos depois da sua prisão, que acompanhei enquanto jornalista.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)