Siga-nos

Perfil

Expresso

Mulheres com abdominais ao espelho

É uma das imagens mais banais do Instagram e que concorre com fotos de taças de quinoa ou açaí à luz revigorante do amanhecer: uma mulher orgulhosa, em calçãozinho mínimo de treino, tira uma selfie de corpo inteiro no espelho enorme do ginásio. É preciso ter em conta que tal exige alguma técnica. Este tirar a foto sem ver o ecrã do telemóvel e aproveitar o momento em que ninguém está a ver para sorrir e intumescer os músculos no melhor ângulo e voltar a sorrir. Sim, o cansado trend #foodporn — que era basicamente a imortalização do momento antes de ceder a uma orgia incontrolada de consumo de calorias — deu agora lugar às pics de mulheres musculadas q.b. e cheias de autoconfiança antes de malhar. E no pós-treino também (“missão cumprida”). Nada de caparros, pescoços dilatados e bigodes a crescer como se via nos Jogos Olímpicos dos anos 70, à base de “bombas” de esteroides made in CCCP. É o cinzelado nas pernas e o esculpido na barriga. A saber: “escanzelado” deu lugar ao “forte”. O corpo da mulher é agora suposto ter aquele vale central que separa os lotes abdominais. E gémeos definidos apenas a exibir quando tal lhes é requerido. Falemos pois, sem preconceitos de género, um pouco sobre este tema.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)