Siga-nos

Perfil

Expresso

Já só já há jornaleiros

  • 333

Olho para as minhas camaradas das TV portuguesas (quase todas mulheres) que estão a cobrir o sismo em Itália e penso no facto de quem está em casa poder não lhes reconhecer o esforço e o risco que estão a correr. Atenção: não é que se deva dar-lhes uma comenda de mérito por estarem a cumprir a missão para a qual se voluntariaram. Ninguém as obrigou a ir. Mas surgem no ecrã numa altura em que a banalização da tragédia, seja ela qual for, está a competir no alinhamento dos telejornais com a suposta contratação de um jogador da bola e que a frase que mais se lê nas redes sociais é “já não há jornalistas, só há jornaleiros” — o que é uma das alarvidades sem sentido que se repetem para satisfação onanista de quem a escreve. Até porque, na realidade, também se pode dizer que já não há espectadores, há sofás com telecomandos que repetem inanidades nos smartphones. Vale o que vale.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)