Siga-nos

Perfil

Expresso

Escravo. Desaparecido. Herói. Gostava de CR

  • 333

São 7h45 da manhã de segunda-feira, e da janela da minha casa não se vê vivalma. Deduzo que as comemorações do campeonato tenham durado até tarde e não me atrevo sequer a ligar a televisão. Constato que há meia dúzia de horas escrevi para este jornal um texto a glorificar a personalidade de Ronaldo e a tentar explicar que, do outro lado do espectro do “Bem”, está Barroso. Há algo que falta dizer: o mundo está cheio de homens e mulheres excecionais por outras razões que não a bola. Já conheci alguns, o que me permite saber que não sou um deles.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)