Siga-nos

Perfil

Expresso

Acabem de vez com os zombies

  • 333

É verdade. Os zombies cercaram-nos. Ainda há dias estava a ler um artigo que discorria sobre um aspeto particular de uma nova série televisiva sobre esta praga: “Mas os zombies conseguem nadar?” Tratava-se de saber se o zombie, naquele estado de semiputrefação não se limitaria a flutuar. Ou a separar-se em partes. O que iria colocar em causa a verosimilhança do plot, dado que era necessário que dessem umas braçadas para infetar uma das protagonistas. Já o facto da narrativa se basear em seres que ainda há horas eram nossos amigos/familiares e agora se apresentarem como mortos-vivos a cambalear, rastejar e produzir sons guturais, isso assume-se como perfeitamente verosímil. Esta zombiemania já devia ter passado. A tal ‘geração Z’ (sim, z, fanáticos de zombies) dura há demasiadas tragédias pós-apocalípticas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso)