Siga-nos

Perfil

Expresso

José Gameiro

José Gameiro

José Gameiro

Psiquiatra e piloto

Os diplomatas

Alguém me disse em consulta: “O meu divórcio dura há 20 anos.” Esta afirmação, que parece exagerada, mostra bem como um divórcio, quando existem filhos, pode durar o resto da vida.
Costumo dizer que não há divórcios felizes, o que é manifestamente exagerado, mas apenas pretendo contrariar a ideia, por vezes difundida, que as pessoas se divorciam de uma forma ligeira, quase impulsiva. Não é assim. Na maior parte dos casais, o tempo que medeia entre as primeiras ideias de separação e a sua consumação é longo. Muito deste tempo é consumido a pensar nas consequências em relação aos filhos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)