Siga-nos

Perfil

Expresso

Um azar nunca 
vem só

Tudo indicava, afiançavam-me, que o ano de 2017 seria um ano inesquecível: ano a terminar em sete, esse número cabalístico, e com resto zero na prova dos nove! Mas, para já, começámos mal... O preço do petróleo esta semana já tocou os 56,82 dólares o barril de crude, a taxa de inflação na Alemanha já subiu para uns confortáveis (e desejáveis) 1,7%, as taxas de juro implícitas na nossa dívida pública chegaram aos 4,031% e a diferença entre essa nossa taxa e a da Alemanha disparou para os 3,775%.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)