Siga-nos

Perfil

Expresso

Portugal ao Fundo

  • 333

Se Portugal fosse um navio estava há séculos a meter água. No século XIX nunca conseguiu que as exportações superassem as importações em valor, e no século XX apenas em três anos da década de 40 conseguimos tal desiderato. Como, pois, poderíamos sobreviver? Enquanto fomos vendendo ativos, recebendo subsídios europeus, aceitando as transferências de emigrantes ou pedindo emprestado, aguentámos. Mas quando a pressão dos credores foi demasiada, o barco mergulhou e, resignados, pedimos socorro. José Sócrates e Teixeira dos Santos só ampliaram o rasgão do convés. Passos Coelho, a pedido da troika, só mandou borda fora muitos dos marinheiros excedentes...