Siga-nos

Perfil

Expresso

Colarinhos sujos

  • 333

Sentados à mesa, dois homens acariciam moedas enquanto um deles escrevinha qualquer coisa, certamente relacionada com a sua quantidade, o seu valor, a sua origem ou o seu destino. Eles são “Os Cambistas”, de Marinus van Reymerswaele, pintor holandês que viveu na primeira metade do século XVI. Sem muita variedade temática conhecida, pintou vários quadros semelhantes inspirados no dinheiro e nos seus adoradores/operários. Não os da fundição e da manipulação do metal a quente, mas antes os que, depois de arrefecido, os serviam frios, arrumados e polidos: os cambistas, os banqueiros, os homens do crédito... 

Para continuar a ler o artigo, clique   AQUI