Siga-nos

Perfil

Expresso

O burnout do doutor

  • 333

Na ausência do padre por falta de fé e longe do psiquiatra por falta de carteira, muita gente procura o médico para desabafar. Há dias sucedeu-me o contrário. Um médico, ainda jovem, resolveu desabafar comigo. Fui o seu confessionário durante a hora e meia que levou a tratar-me. Começou por dizer que fazer cirurgia geral não dá nem dinheiro nem família. Se tivesse tirado outra especialidade, também andava por aí de Mercedes e, acima de tudo, ainda estava casado. O tal burnout começa neste incêndio das rotinas familiares, que se tornam impossíveis para a classe médica. Os médicos têm horários de guerra enquanto toda a sociedade está em tempo de paz.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)