Siga-nos

Perfil

Expresso

Mestiços

  • 333

Tsanko Arnaudov tem 24 anos, nasceu na Bulgária, vive em Portugal desde os 12, é a estrela portuguesa do lançamento do peso, acaba de vencer o bronze nos Campeonatos da Europa de Atletismo. É o Éder do tartan, e tal como o messias guineense criado em Coimbra e glorificado em Paris, Tsanko representa a centelha que diferencia Portugal da grande maioria dos países europeus, sobretudo os do Norte e do Leste: uma tolerância mais afinada em relação ao estrangeiro, uma capacidade quase orgânica para integrar africanos e europeus; como dizem muitos imigrantes, “Portugal não tem dinheiro, mas tem carinho e respeito”. Esta tolerância — volto a repetir — não resulta de qualquer luso-tropicalismo ou quinto-imperialismo. Lamento, mas não aplicámos o porreirismo ao império. Basta recordar que dominámos o comércio de escravos. A tal tolerância resulta, isso sim, dos despojos do império que se empilharam em redor de Lisboa após 1974. Aprendemos a viver juntos, à força.

para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)