Siga-nos

Perfil

Expresso

O ódio é a geringonça

  • 333

A presunção de superioridade moral da esquerda sempre foi um mistério psiquiátrico. O comunismo matou milhões. Os socialistas não matam, mas produzem sempre um apocalipse zombie de prateleiras vazias. Imunes às consequências práticas das suas ideias, os esquerdistas mantiveram até hoje uma pose altiva; os seus regimes matam, censuram e/ou empobrecem os povos, mas eles andam por aí com aquela pose de querubins imaculados. Ora, como tenho duas filhas, confesso que já receei o encanto que esta predisposição tem nos espíritos inocentes. Porque, bem vistas as coisas, ser de esquerda dá muito jeito e, acima de tudo, dá menos trabalho: não é preciso argumentar, basta chegar à sala e proclamar “sou de esquerda”. O esquerdista não argumenta, pontifica.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI