Siga-nos

Perfil

Expresso

Costa tem de condenar Sócrates

  • 333

Vale a pena repetir: não precisamos da justiça para condenar Ricardo Salgado e José Sócrates. Aquilo que já sabemos chega e sobra para fazermos um juízo moral e político: estas duas personagens comportaram-se como seres amorais a viver numa redoma acima do bem e do mal; nem sequer deviam estar presos, deviam estar debaixo de uma pedra algures na Mongólia interior, cobertos de vergonha e sem aliados. No caso de José Sócrates, o cenário é cristalino: haja ou não ilegalidades, o certo é que o Sócrates-cidadão recebeu milhares de euros de um amigo construtor que enriqueceu com contratos de ajuste direto estabelecidos pelo Sócrates-político; haja ou não ilícito criminal, estamos na presença de um ato abjeto. De duas, uma: ou Sócrates é criminoso, ou Sócrates tem a espessura moral de uma folha de papel vegetal. Não há terceira via. 


Para continuar a ler o artigo, clique AQUI