Siga-nos

Perfil

Expresso

Opinião

15 de julho

  • 333

Tal como aconteceu com Bizâncio e os otomanos, o controlo de Istambul foi crucial na noite passada de 15-16. O controlo da cidade garantiu a arbitragem da disputa pelo poder político e económico entre os vários grupos na sociedade turca e o domínio dos estreitos do Bósforo e de Dardanelos. Por ali passam 48 mil navios por ano, um quarto das exportações de cereais a nível mundial e três milhões de barris de petróleo por dia. Istambul é um símbolo da importância da posição geopolítica da Turquia, um país que faz a ponte entre a Europa, Rússia, Ásia, Cáucaso e Médio Oriente.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)