Siga-nos

Perfil

Expresso

Pai Nosso

  • 333

Passar a semana de Natal na urgência pediátrica devido aos problemas respiratórios da prole já é tradição. Tal como a Força, a pneumologia corre forte na família. A minha avó morreu afogada na tuberculose, um tio vai pelo mesmo caminho e o bacilo, descobrimos há dias, fez uma tangente ao pulmão esquerdo do meu irmão. Portanto, para honrar a tradição familiar, as minhas pequenas fizeram questão de ter pulmões oitocentistas. Pulmões, esses, que abrem as hostilidades por estes dias. Há quem comece as Festas a fazer o presépio, eu começo o Natal a fazer a ficha de inscrição nas urgências do Santa Maria, do Hospital da Luz ou do Pediátrico de Coimbra.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI