Siga-nos

Perfil

Expresso

Opinião

Clara Ferreira Alves

Clara Ferreira Alves

Escritora e Jornalista

Fazer sangue

  • 333

Enquanto os insultados republicanos tentam sacudir o adesivo Trump grudado na respeitabilidade, os democratas aplaudem o circo

Ferguson estava a arder 36 horas depois. A cidade do Mississípi tem sido o centro dos confrontos raciais mais violentos das últimas décadas nos Estados Unidos mas não parece, se olharmos para as cadeias de televisão, que a violência seja tema presidencial. Porque nas 36 horas a seguir ao debate na Fox News entre 10 candidatos republicanos, o único tema foi o que Donald Trump teria ou não teria dito sobre o sangue de Megyn Kelly. Megyn era a moderadora do debate e quando chegou a vez de Trump disparou à queima-roupa. Trump, que tem sobre as mulheres uma opinião cavalar, é o homem que disse sobre Ivanka Trump: “Se não fosse minha filha provavelmente sairia com ela.” Megyn perguntou se ele continuava a ter opiniões sobre mulheres: caras de porco, criaturas repugnantes, animais estúpidos, etc. Trump replicou: só sobre Rosie O’Donnell. Rosie O’Donnell, com quem teve uma polémica, é uma atriz e comediante lésbica.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI