23 de abril de 2014 às 23:57
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Operação da GNR hoje nas estradas

Operação da GNR hoje nas estradas

1513 agentes da GNR fiscalizam hoje o uso de telemóvel e cinto de segurança nas estradas portuguesas.
Lusa
GNR vai estar na estrada Ana Baião GNR vai estar na estrada

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza hoje a operação "Anjo da Guarda", que vai incidir, em particular, sobre a utilização de cintos de segurança e uso de telemóveis.

A operação mobiliza 1513 elementos da força de segurança, abrange 93% do território nacional e vai terminar às 0h.

"As ações de fiscalização serão orientadas principalmente para as estradas nacionais, regionais e municipais com maior índice de sinistralidade rodoviária", adiantou em comunicado a GNR, que pretende sensibilizar os automobilistas "para os perigos e respetivas consequências da não utilização dos cintos de segurança e sistemas de retenção para crianças e utilização do telemóvel durante a condução".

Segundo dados revelados pela GNR, "no primeiro semestre deste ano foram registados, em média, por dia, 80 infrações por falta e/ou má utilização dos cintos de segurança e sistemas de retenção para crianças, e 74 infrações por uso do telemóvel durante a condução".

Comentários 21 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Facturação
Mais uma operação de facturação hoje na estrada.
Dá gosto ser agente da autoridade. Passar o dia acoitado numa qualquer sombrinha a facturar umas comissões para a instituição.
E trabalhito porreiro também, sem riscos nem canseiras, que isso de andar por aí à torreira do sol a policiar as ruas e as terreolas é que nem pensar. E vai que se encontra um grupo de mafiosos romenos capaz de estar armados e tudo?
Deixem-nos lá assaltar os velhotes no monte, eles que se queixem que a gente depois vai lá e investiga com calma e sem sobressaltos.
Vamos mas é para a operação de tal fazer prevenção rodoviária que é o que é bom.
Re: Facturação Ver comentário
É triste Ver comentário
operacao-da-gnr-hoje-nas-estradas
A falta de civismo que infelizmente se vê a toda a hora na estrada, não é motivo de orgulho para Portugal. Há quem defenda que devia haver mais fiscalização, mas penso que não será só por essa via que o problema será resolvido. Já dizia a minha avó:- Quem não se guarda por si, nunca será bem guardada. Sem querer denegrir a operação e a Corporação, cheira-me que se trata mais do mesmo, ou seja a caça à multa, independente da sensibilização que esta operação possa vir a ter.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/algumas-nomeacoes-deste-governo-psdcds.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/mulher-da-gnr-cavalo.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/cavaco-silva-inscreveu-se-na-pide.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/genro-de-cavaco-compra-pavilhao.html
Esta operação "Anjo da Guarda" é pura TRETA ! Ver comentário
Re: Esta operação Ver comentário
Caça à multa!
Com outro nome.
Re: Operação da GNR hoje nas estradas
Mais uma palhaçada de caça á multa mascarada de preocupação pela vida dos cidadãos... Façam o que entendem mas não inventem... tanta preocupação já mete nojo...
O circo continua
Li que esta operação foi batizada de "Anjo da Guarda", que é um bonito nome para dar a algo que ´mais um "Assalto em todas as estradas", com guardas é verdade, mas sem anjos. Deixem de comédias, assumam que tem objetivos para cumprir que alguém vos exige mais multas, não importa como nem a quem, nem onde, importa é faturar e a segurança rodoviária que se lixe. Sei o que digo porque também já fui assaltado, numa "operação" onde um militar escondido, transmitia aos "salteadores" seus cúmplices que se encontravam a cerca de 500 metros que o carro da cor xis tinha passado com o vermelho no semáforo de controlo de velocidade. Só que o seu enquadramento com a sinalização não lhe permitia ver sequer a marca, nem modelo muito menos a matrícula, nem sequer garantir que tinha sido o veículo "assaltado" a cometer a infração , mas mesmo assim as aves de rapina perguntavam de chofre como é que quer pagar.
é pouco, ou nada
É bem pior as mudanças de direcção sem assinalar tal; as ultrapassagens pela direita,centro,esquerda,direita; os excessos de velocidade; e as faltas de seguro...
mas ficamos contentes por saber que os portugueses têm telemoveis e que não usam os cintos (devem estar gordinhos e aperta na barriga...)...infelizmencia...andam a brincar aos policias...assim dá para com 200 homens fazer uma mega operação nacional, é só parar uma duzia de carros em sitios criticos e tá feito...mais areia para os olhos...(onde é que estão os 1500 gnr's na rua? querem enganar quem?)
Andam a gozar com o povo!
"As ações de fiscalização serão orientadas principalmente para as estradas nacionais, regionais e municipais com maior índice de sinistralidade rodoviária",

Bom que o façam nas nacionais ok comeprendo mas nas municipais Com alta sinistralidade?! o que quer isso dizer? Que são estradas onde passam um carro em cada 5 min e se fazem 10 min sem se cruzar um outro?

Isto trazanda a caça à multa!

fui parado uma vez na minha vida numa destas operações no país onde resido, não levava sinto, não levei multa mas chatearam-me tanto a nivel moral que estava disposto a pagar a porcaria da multa só para não levar com eles.... e resultou, a partir daí começei a usar o sinto sempre, excepto para estacionar claro, porque só atrapalha!
Operações «Stop».
Primeiro foi o consumo do álcool, agora cintos e telemóveis e a seguir ? Facturar, facturar é preciso porque há que existir dinheiro para pagar os "luxos" de alguns. Não comentaria desta forma se lesse em vez de «fiscalizar», «sensibilizar» para os perigos dessas práticas na condução.
Re: Operações «Stop». Ver comentário
Passo a explicar melhor,acho eu; mas só esta vez. Ver comentário
Re: Operações «Stop». Ver comentário
Re: Operações «Stop». Ver comentário
Re: Operações «Stop». Ver comentário
Re: Operações «Stop». Ver comentário
Re: Operações «Stop». Ver comentário
Tentem encontrar o Relvas !!!!
Não havendo noticias sobre Miguel Relvas há uns dias, pf senhores Guardas da GNR aproveitem a operação Anjo da Guarda para ver se encontram o nosso verdadeiro Anjo da Guarda - Miguel Relvas
Não falem assim tão mal...
Atravessem o oceano e venham circular nestas estradas do eixo são paulo-belo horizonte, o condutor português medio é um modelo de civilidade em comparação... basta ver a cara, que é um misto de desconfiança e incredulidade dos peões sempre que páro numa passadeira para ceder passagem.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub