Anterior
Índia cria novo painel de alterações climáticas para não depender da ONU
Seguinte
Biocombustíveis: meta da UE pode levar 100 milhões de pessoas a passar ...
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Atualidade  >  Alterações climáticas  >   Obama anuncia regresso dos EUA à energia nuclear

Obama anuncia regresso dos EUA à energia nuclear

Presidente Barack Obama anuncia investimento de seis mil milhões de euros na construção dos dois primeiros reactores nucleares em 30 anos. Clique para visitar o dossiê Tudo sobre As Alterações Climáticas.  
|
Obama fez concessão aos republicanos no nuclear para conseguir apoio no Senado ao seu pacote climático

Barack Obama anunciou que o Departamento de Energia vai financiar com cerca de seis mil milhões de euros a construção e operação de dois novos reactores nucleares numa central em Burke, na Geórgia, o que acontece pela primeira vez nos EUA em 30 anos.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ TUDO SOBRE AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Os dois reactores nucleares terão uma capacidade instalada de 1100 megawatts, poderão abastecer 1,4 milhões de pessoas, e Obama explicou que o objectivo é "satisfazer a procura crescente de energia e evitar as piores consequências das alterações climáticas".

O Presidente salientou também que "os especialistas reconhecem que as centrais térmicas a combustíveis fósseis são mais eficientes em termos de custo-benefício do que as centrais nucleares. Por isso é necessária legislação adequada para criar um sistema de incentivos que torne a energia limpa rentável".

Criar empregos de longa duração


O Nobel da Física e secretário da Energia americano Steven Chu, afirmou na ocasião que este investimento "é um passo significativo da Administração Obama para a retoma da indústria nuclear doméstica, ajudando a criar empregos qualificados de longa duração (800) e a reduzir as emissões de gases com efeito de estufa".

Segundo um comunicado do Departamento de Energia dos EUA, "em comparação com uma central térmica a carvão de capacidade equivalente, os dois novos reactores nucleares irão evitar a emissão anual de 16 milhões de toneladas de dióxido de carbono".

Vários analistas vêem a iniciativa de Obama como uma concessão aos republicanos destinada a conseguir apoio no Senado para a aprovação do seu pacote climático, o projecto de lei Kerry-Boxer (promovido pelos senadores democratas John Kerry e Barbara Boxer) ou Clean Energy Jobs and American Power Act.

O pacote cria incentivos ao desenvolvimento de uma economia baseada nas energias renováveis e à criação de milhões de novos empregos qualificados e pretende introduzir um sistema de comércio de emissões de CO2 semelhante ao da Europa.

O primeiro projecto novo desde 1979


Desde o acidente nuclear de 1979 em Three Mile Island (Pensilvânia) que não era anunciado um novo projecto nuclear. O acidente foi provocado pela fusão parcial do núcleo de um dos reactores devido a uma falha numa válvula, o que levou à libertação de gases radioactivos na atmosfera e à evacuação de 140 mil pessoas da região.

Este foi o acidente mais grave da indústria nuclear americana, que tem neste momento 104 reactores em operação em 31 estados a produzir 20% da electricidade do país.

Os resíduos radioactivos são armazenados junto dos reactores e, de acordo com a agência Reuters, Obama revelou que uma comissão composta por peritos e líderes democratas e republicanos está a estudar uma solução para este problema, que tem grande impacto na opinião pública. Actualmente há 56 reactores em construção em todo o mundo.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados
O quê?
Reactor nuclear? Eu acho que é para armas atómicas e que os vizinhos devem ter cuidado. Onde já ouvi isto?
Re: O quê?
Re: O quê?
Comentários 3 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub