4
Anterior
A história, a memória e o dia-a-dia
Seguinte
O Manolo, o afecto, a memória
Página Inicial   >  Blogues  >  Bitaites e Bicuaites  >  O problema das leituras rápidas

O problema das leituras rápidas

|

Bitaites  


Como já aqui o disse, compro "A Bola" às terças-feiras, apenas para ler a crónica do Miguel Sousa Tavares, coisa séria. Contudo, por vezes, não resisto a passar rapidamente os olhos pela prosa do humorista de serviço - Fernando Guerra - que tem poiso mesmo ao lado: I enjoy a good laugh. E esta semana lá caí mais uma vez nessa tentação, devendo de resto confessar que me deliciei ao percorrer (muito a correr, é verdade) o seguinte texto:

"Pinto da Costa está carregado de razão: com ele os contratos são para cumprir... Hábil malabarismo retórico para justificar a preferência pelo treinador campeão (Vítor Pereira) e, ao mesmo tempo, com perspicácia e sólida experiência, acicatar a descontrolada vaidade de Luís Filipe Vieira, destacando-lhe ignorados atributos, com o nítido propósito de instalar a confusão na casa benfiquista. (Embora seja certo mesmo se por diversas vezes questionado sobre o assunto, só (se tenha pronunciado sobre ele) a seguir à confirmação da permanência de Luís Filipe Vieira no Benfica, que obviamente lhe agrada. (Porque Pinto da Costa) deseja que o presidente do Benfica se mantenha ao serviço dos encarnados por muitos anos, os suficientes para atacar a empreitada que adeptos portistas mais ousados imediatamente lhe sugeriram após a certeza da conquista de um título apenas possível pela infinita bondade do (mesmo) Luís Filipe Vieira. Que, ao avançar para a sua décima-primeira" (ou décima -segunda, já nem sei) " temporada, passa a ser dos presidentes com pior registo na rica história do emblema da águia, para não dizer o pior. ( ... ) Argumentam no entanto os seus apoiantes que ele gere bem o clube. Pudera, é o mínimo que terá de exigir-se a um (dirigente) com tantos anos de carreira. Gerir bem, é a base, o suficiente para quem, não estando habituado ao sucesso, se contenta com uma 'boa classificação', mas francamente de menos para quem só vislumbra um lugar que o realize, o primeiro. Ora Luís Filipe Vieira, como se verifica até pelo seu repetido discurso de desculpabilização quando a derrota lhe bate à porta, não reflecte esse espírito. (Mas) os dados estão lançados e pouco devem entusiasmar a nação benfiquista. ( ... ) Sendo que Pinto da Costa descobriu (aí) o trunfo que lhe faltava na consecução do objectivo supremo que é, depois de ultrapassá-lo em troféus europeus, roubar ao Benfica a liderança na lista de vencedores de Campeonatos Nacionais. Porque é essa relação - Campeonato/ Champions - que gera prestígio e riqueza". Etc. etc. etc.

... Só que, e é esse o problema das leituras rápidas, enganei-me. Porque, em vez de Luís Filipe Vieira, aquilo que o referido humorista escreveu foi ... Jorge Jesus! Mea-culpa, mea-culpa, só no final me apercebi disso. Se bem que, Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus ou Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira seja vice-versa ou versa-vice. Um vice que aliás fica muito bem ao Benfica.

1. Quanto aos 23 para o Europeu: bom, cada um faz o pão com a farinha que tem mas - e aqui trata-se apenas da minha opinião, como é óbvio - jogadores de verdadeiro nível europeu, entre os seleccionados, não temos mais do que nove ou dez: Rui Patrício, Pepe, Bruno Alves, Fábio Coentrão, Raúl Meireles, João Moutinho, Quaresma, Nani, Ronaldo, penso que é tudo. Os restantes são de nível médio e, alguns, nem me parecem lá perto, como nos casos (por exemplo) de Eduardo, Rúben Michael, mesmo Veloso, Carlos Martins, o actual Varela, Postiga, o próprio Hugo Almeida, e mais um ou outro, já sem falar em Miguel Lopes e Nélson Oliveira, acabados de chegar. Quer dizer: temos um bom guarda-redes (Rui Patrício), uma boa defesa, com Bosingwa (que infelizmente não está), Pepe, Bruno Alves, Fábio Coentrão, uma linha média com apenas dois craques (Meireles e Moutinho) e um ataque, esse muito bem ou mesmo excepcionalmente servido nas alas (Ronaldo, Nani e Quaresma) contudo sem um ponta-de-lança minimamente à altura de um Mário Gomez, um Llorente, um Waine Rooney, um Villa, até um Dzeco, e por aí fora. Faltando (ainda na minha opinião, repito) o já referido Bosingwa, Hugo Viana e - porque não? - Liedson. Pelo menos esses três. E Quim, é claro: de resto, como trocar um guarda-redes que acaba de cumprir, e com destaque, um longo e muito exigente campeonato, por um suplente que apenas terá jogado, enquanto titular, duas ou três vezes esta época?!

Prognóstico? Se passarmos a fase de grupos, já será excelente. Mas, apesar da competência, e pulso, do Paulo Bento (que daqui saúdo), sinceramente não creio.

2."O Jogo": "FPF fecha a porta ao alargamento". Mas o autor da (mais do que demagógica, perigosa) promessa (que aliás lhe permitiu chegar ao lugar a que chegou) não se demite: corajoso mas não temerário, este Mário Figueiredo! Só que ele deve sentir-se tão realizado naquele seu presidencial cadeirão da Liga que quase dá vontade de perdoar-lhe ...

3. Política, agora. Título do "Público": "Passos Coelho nega 'estreitas relações políticas' de Relvas e Silva Carvalho". Texto de abertura da notícia, porém: "Passos Coelho não tem conhecimento de qualquer 'estreita relação política' entre Miguel Relvas e Jorge Silva Carvalho". Mas afinal Passos Coelho "nega" ou "não tem conhecimento"? Já vi: vou ter de oferecer um dicionário de português ao autor da notícia! E nem precisa de ser dos melhores.

4. Na semana passada, o mesmo Relvas negou (mas negou de facto, e por escrito ainda por cima) "ter qualquer ideia de receber mensagens escritas via telemóvel e resenhas diárias da imprensa nacional e internacional, para além de nomes de funcionários dos serviços de informação que deveriam ser despromovidos, remetidas por Silva Carvalho". Só que entretanto já admitiu tê-las recebido. Questão: que irá pois Passos Coelho fazer, ele que garantiu há dias que, "quem mentir, sai"? Boa pergunta, dirão. Mas será tudo: amanhã já ninguém se vai lembrar desta aldrabice.

5. "Correio da Manhã": "PJ apanha líder da Máfia italiana". E logo adiante: "A operação das autoridades policiais estava ainda a decorrer à hora do fecho desta edição". Por este andar, qualquer dia o "Correio da Manhã" sabe as notícias da polícia mesmo antes delas acontecerem! Boa malha, sem dúvida, que um certo império tece ...


Bicuaites

1. Fernando Gomes, presidente da FPF: "O flagelo dos salários em atraso não é de todo desejável".

Tudo bem. Mas, se assim acha (aliás La Palice não acharia outra coisa) o melhor mesmo é dirigir-se à Federação e exigir ao seu presidente medidas imediatas para acabar de vez com essa bandalheira. Tá bem?

2. Fernando Oliveira, presidente do Vt. Setúbal: "Será uma tarefa hercúlea conseguir inscrever a equipa".

E depois dela inscrita, os salários que se f ...

3. Título d'"O Jogo": "Vítor Pereira agradece título em Fátima".

Depois do Papa, Nª Senhora! Mas fica ainda a faltar ir ao céu agradecer a Deus Nosso Senhor himself ...

4. Título do "Correio da Manhã": "Estoril-Praia recebido na Câmara de Cascais".

É a vantagem de Cascais não ter rio.

5. Miguel Lopes, lateral convocado por Paulo Bento para o Europeu: "Ainda hei-de ser campeão. Se não for no FC Porto, será noutro clube".

Está visto: se não regressar ao Dragão, emigra.

6. Roberto Mancini: "Gostaria de conquistar a Liga espanhola mas também de ser campeão em Portugal à frente do Benfica".

Perdão, "ser campeão em Portugal à frente do Benfica" é o FC Porto.

7. "Público": "Zona euro afirma vontade ' inabalável' de manter a Grécia na moeda única".

"Correio da Manhã": "Europa já admite saída da Grécia".

Vejam lá se se entendem, por favor, ok?

8. Ainda no "Público": "Irão reabre diálogo sobre programa nuclear mas recusa fazer concessões".

Como diria o caro Sir Humphrey: "a novel concept" de diálogo, sim senhor.

9. Câmara de Loulé: "A Câmara de Loulé perdeu 85,2 milhões de euros em IMT nos últimos quatro anos".

É natural: foi o que ganhou a mais nos anos anteriores.

10. A terminar, o "Público" de novo, na hora da entrega do Prémio Pessoa 2011 a Eduardo Lourenço: "Longa vida ao Prémio Pessoa 2011 para que nos ensine a voltar ao sonho".

Estou a ver: lá vamos nós para Alcácer-Kibir outra vez ...

 

 

Do poema "Canção" ("Dois poemas para Christina Rossetti"), de Manuel Bandeira:

Em minha sepultura,

ó meu amor não plantes

nem cipreste nem rosas

nem tristemente cantes;

Sê como a erva dos túmulos

que o orvalho humedece.

E, se quiseres, lembra-te;

se quiseres, esquece.


Opinião


Multimédia

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.


Comentários 4 Comentar
ordenar por:
mais votados
Impressionante desfaçatez!
Impressionante, a desfaçatez deste artista. Foi apanhado nas escutas do Apito Dourado a combinar uma notícia falsa com o Pinto da Costa (www.youtube.com/watch?v=iLpgst6hll8), mas não se coíbe de vir para aqui criticar jornalistas. Este artigo também foi ditado pelo papa, Tavares Teles?
O espertalhão
"- Parece que estão todos contra mim. Até o teu colega Tavares Teles me vigarizou em mil
contos. Disse que ia escrever o livro da minha vida, pediu o adiantamento e o livro foi um ar que
se lhe deu..."
Fernando Gomes, bi-Bota de Ouro. No livro "Golpe de Estádio", de Marinho Neves.
anti-corrupcao.150m.com/Golpe-de-estadio-%20Marinho%20Neves-JP.pdf

www.youtube.com/watch?v=iLpgst6hll8

É fartar, vilanagem! Parabéns ao Expresso online!
ehehhehe
O Bi-bota de ouro ficou a arder...

Ao Tavares deve-lhe ter sabido a pato!!!!!

O expresso mostra aqui uma vez mais em como entre o que se prega e o que se pratica vai uma grande diferença.
Santa Casa
Mas agora o Expresso também dá guarida a "jornalistas" sem coluna vertebral? Será que neste caso ele está a pensar pela sua própria cabeça ou foi mais uma encomenda como aquelas que fazemos no McDonalds? Este garçom é mais uma anedota da nossa comunicação social, e o pior é que lhe falta vergonha e ele pensa que a tem. É mais um ressabiado e é pena que um jornal de prestígio o deixe debitava alarvidades sobre jornalistas no sentido lato do termo.
Comentários 4 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub