25 de abril de 2014 às 2:49
Página Inicial  ⁄  Dossiês  ⁄  Dossies Desporto  ⁄  Euro 2012  ⁄  "O chapéu do Poborsky foi fantástico e não ficaria nada chateado se história se repetisse"

"O chapéu do Poborsky foi fantástico e não ficaria nada chateado se história se repetisse"

O selecionador checo atribui o favoritismo a Portugal mas recorda o 1-0 do Euro-96, para o qual a República Checa também partia supostamente em desvantagem. Clique para visitar o dossiê Euro 2012
Pedro Candeias, enviado ao Euro-2012 (www.expresso.pt)
Bilek lembra-se bem do Euro-96 Getty Bilek lembra-se bem do Euro-96

Clique para aceder ao índice do Dossiê Euro 2012
Michal Bilek descose-se em elogios a Portugal. "É um colectivo forte, com um bom meio-campo e avançados rápidos." Ou seja, Portugal não é Cristiano Ronaldo e mais dez como foi sugerido por um jornalista francês. Mas como as perguntas sobre o CR7 não acabavam, Bilek lá teve de particularizar a coisa: "É excelente. E quando corre, é impossível pará-lo."

Portanto, a República Checa vai ter cuidados especiais para evitar que Ronaldo corra à solta como aconteceu contra a Holanda. "Logicamente, vamos defender mais. Acho que aprendemos com a derrota (1-4) frente à Rússia, em que demos muito espaço ao adversário para contra-atacar. Portugal é favorito", garante Bilek.

São as memórias que comandam esta seleção. Vejamos: em 1996, os checos perderam o primeiro jogo, ganharam os outros dois, eliminaram Portugal nos quartos-de-final e acabaram por chegar à final (perdida, frente à Alemanha).

Bilek puxa o filme atrás e põe-se a recordar o golo de Poborsky. "O chapéu [a Baía] foi fantástico. E não ficaria nada chateado se essa história se repetisse."



Veja ou reveja o golo de Poborsky a Portugal, no Euro-96:
Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Jornalistas Masoquistas.
Que os Checos falem do Euro 96, ainda percebo. Não percebo
qual a razão da imprensa Tuga relembrar o Euro96, quando já houve outro Euro em 2008 e Portugal deu 3-1 aos Checos.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub