25 de abril de 2014 às 2:49
Página Inicial  ⁄  Blogues  ⁄  Antes pelo contrário  ⁄  O bispo Januário, o cardeal Branco e o padre Morais

O bispo Januário, o cardeal Branco e o padre Morais

Daniel Oliveira (www.expresso.pt)

O cidadão Januário Torgal Ferreira disse que "há jogos atrás da cortina e corrupção, este governo é profundamente corrupto nestas atitudes a que estamos a assistir". O porta-voz da Conferência Episcopal já veio recordar o óbvio: que o bispo falou em nome individual. Sobre matérias políticas, é assim, apesar de nem sempre assim acontecer, que se espera que os bispos falem: em seu nome. Sendo certo que por serem bispos não deixam de ser cidadãos e não perdem o direito à palavra.

Aguiar Branco, falando como ministro da Defesa - ou seja, em nome do Estado -, respondeu ao bispo. Não se limitou, como fez o ministro da Saúde, Paulo Macedo, a reagir ao seu conteúdo. Isso é o que se espera e nenhum bispo está acima do contraditório. Aguiar Branco preferiu discutir a legitimidade de Januário Torgal Ferreira falar sobre política. Disse o ex-candidato derrotado à liderança do PSD que "o senhor bispo deve obediência às regras da Igreja", que "causa embaraço à Igreja" e que espera "que faça uma opção: ou ser comentador político ou ser bispo das Forças Armadas".

Sem perder tempo com esta ideia de que opinar sobre a vida do País é exclusivo de comentadores, gostava de saber quando é que o senhor Aguiar Branco foi mandatado pela Igreja Católica Apostólica Romana para decidir o que deve ela tolerar ou não aos seus bispos? Para pedir a sua demissão? Para recordar as suas obediências à hierarquia religiosa? Esse mandato é extensível às restantes confissões religiosas? Dura enquanto ele for ministro ou é vitalício?

Por fim, gostaria que o advogado nos informasse qual é o artigo da Constituição que impede os bispos de darem as suas opiniões sobre a vida política? O que disse Aguiar Branco quando os bispos tomaram posição (com todo o direito) numa campanha para um referendo a uma lei (a da despenalização da IVG) em que o ministro participou ativamente? Mandou-os escolher entre o sacerdócio e a intervenção cívica? Não é a alteração de uma lei um tema tão político, ou tão ético, ou tão cívico, como a corrupção? A regra é os bispos dizerem amen às opiniões do senhor Aguiar Branco e só abrirem a boca com a sua devida bênção?

Devo dizer que prefiro, sobre corrupção, incompatibilidades, promiscuidades e tráfico de influências, intervenções mais estruturadas, fundamentadas e com os nomes dados aos bois. como esta (ver vídeo: http://videos.sapo.pt/kzZH4Ua8qCjuDPNQkL9a), de Paulo Morais. Quando escrevo sobre estes temas é assim que o tento fazer: dizer os nomes das pessoas. Claro que quando isto se faz somos acusados de enlamear as pessoas e baixar o nível da política. Mas sou dos que acho que não o fazer é enlamear incertos, fazendo pagar o justo pelo pecador.

Acontece que, ao contrário de Paulo Morais, Torgal Ferreira é um homem sem experiência política. Mas vive neste País e, como a generalidade das pessoas honestas, indigna-se com o clima de saque em que vivemos. E dá voz a isso, dizendo o que a generalidade das pessoas sentem. Pode ser discutível a forma como o faz. Mas não é discutível o seu direito a fazê-lo. O senhor Aguiar Branco gostava que o País ficasse calado, deixando a liberdade de expressão como exclusivo dos comentadores políticos? Aguente-se! Até ver, ainda vivemos em democracia. E também vivemos num Estado laico, onde a Igreja não decide quem é ministro e o governo não decide que é bispo.

Comentários 149 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
... e a pregação de frei Daniel.
As figuras públicas não perdem o direito à palavra, mas têm de ter a noção de que do meio onde se expressam e do conteúdo das suas declarações, depende a forma como são vistos e lidos pelo público em geral, além da responsanilidade que lhes é imputada. Se fosse o cidadão Zé Ninguém a dizer o que disse o bispo, o impacto nunca seria o mesmo... nem teríamos escribas da oposição a escalpelizar as palavras do “cidadão Ferreira”. Quando o bispo das Forças Armadas surge num importante orgão de comunicação social, como a televisão, a fazer as declarações que fez, não se pode escudar na individualidade da sua condição de simples cidadão. Mesmo que a instituição que representa se demarque das suas declarações.

Se as declarações públicas do bispo são uma opinião na qual a sua hierarquia superior não se revê, esta tem no mínimo o dever de o chamar a atenção. Para frei Daniel o bispo Januário usou os media para falar como um vulgar cidadão, mas Aguiar Branco já não pode chamar a atenção para o óbvio...

Só para acabar. Frei Daniel, um dos grandes culpados do clima de saque é a Constituição parida pelo PREC, tão cara aos bloquistas... Tudo prometer e dar, sem nenhum espírito de responsabilidade, facilitismo e laxismo. A utopia continua...
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
bem bolado Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
(GrandeInquisidor Ver comentário
Re: (GrandeInquisidor Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
MUITO BEM DANIEL, MUITO BEM! Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
Ó José Pasternak: sexo querido, muito sexo... Ver comentário
Ó José Pasternak: sexo querido, muito sexo... Ver comentário
Re: ... e a pregação de frei Daniel. Ver comentário
DANIEL E O SEU MUNDO...tão lindo que ele é!
“Até ver, ainda vivemos em democracia. E também vivemos num Estado laico, onde a Igreja não decide quem é ministro e o governo não decide que é bispo” e, é do mais mínimo rigor intelectual dizer q você e outros que tais em nada contribuíram p q assim fosse. Este país em q vocês vivem é tudo o q vocês não queriam. Claro q 1989 foi aquele stroke q vos fez cair na realidade. Perderam em toda a linha e d um dia p o outro reciclaram-se, convertendo-se em mais democratas q os q o foram sempre. Foi uma espécie d conversão á San Pablo, mas enfim… a pluralidade tem destes episódios q – pode ter a certeza disso – só nos fazem rir. Insiste em falar do país e como sempre ignorando os factos principais e salientando sempre os acessórios. Usa e abusa d frases fáceis. Algumas rebuscadas no seu léxico d toda avida. Mas enfim,… o tempo passa e por muito q vos custe a constatação da CRISE não foi coisa d há muito tempo. QUEM VOS OUÇA PARECE Q ESTE GOVERNO GOVERNA HÁ DECADAS. Mas, não! Foi há pouco mais d um ano e a sua gestação e nascimento coincide com um governo d esquerda, o PS. A crise e o saque a q o país está sujeito não resulta do acaso. Até 2011, os socialistas governaram 13 dos últimos 15 anos. O actual governo tem a sua acção em muito limitada pelo espartilho q é o programa d governo herdado dos socialistas e q o establishment chamou d memorando da troika. Já os leu? Tenho a certeza q NUNCA. Sabe, no memorando assinado pelo governo PS no dia 17 d Maio d 2011 – aquele q Sócrates ...
Re:DANIEL E O SEU MUNDO...tão lindo que ele é!2 Ver comentário
Re: Re:DANIEL E O SEU MUNDO...tão lindo que ele é! Ver comentário
Re: Re:nada resolve nada Ver comentário
Re: Re:DANIEL E O SEU MUNDO...tão lindo que ele é! Ver comentário
E as escolhas Ver comentário
Re: DANIEL E O SEU MUNDO...tão lindo que ele é! Ver comentário
Re: adoro esse RIGOR Ver comentário
Re: adoro esse RIGOR Ver comentário
Re:pois são... Ver comentário
Re: Re:pois são... Ver comentário
Re: Re:pois são... Ver comentário
Opiniões
O que está em causa não é a liberdade de um cidadão, que desabafa, chamando corruptos aos governantes. Esse é um saudável costume, desde que vá bulir com com a honra e dignidade a que todos temos direito. Se passar determinada linha, fica sob a alçada da lei.

O caso é que um capelão está equiparado a militar, pode usar farda, tem patente atribuída recebe ordenado da defesa nacional e supõe-se que assuma os deveres da condição militar.E aí a contenção é a regra básica. O conhecimento de qualquer ilegalidade obriga à sua denúncia e afirmações não provadas podem ter consequências disciplinares.

O clima de saque em que vivemos, palavras de DO, não é de agora, não é nada particular deste governo, é o normal, há muitos anos e é estranho que só agora o sr bispo se tenha apercebido.
Nem tão pouco noto um agravamento nesse clima de saque que, na minha opinião , teve o seu pico com os aeroportos,os TGV,as autoestradas e as derrapagens diariamente relatadas.

Nada de novo , portanto, no reino lusitano......
Re: Opiniões Ver comentário
Re: Opiniões Ver comentário
voce tem juizo Ver comentário
Re: Opiniões Ver comentário
Re: Opiniões Ver comentário
Não este governo não é corrupto
- Tirar uma licenciatura só fazendo 4 exames num ano , não é ser corrupto.

- Pressionar jornalistas com ameaças de revelar a sua vida privada em publico , não é ser corrupto.

- Ter acesso a informação secreta dos serviços de informação portugueses sem autorização para tal , não é ser corrupto.

- Poupar de sacrifícios os grandes interesses corruptos que ganham com PPPs , rendas energia , enquanto se massacra com o peso da crise os portugueses mais frágeis , não é ser corrupto.

- Pagar os subsídios a assessores deste governo quando os mesmos foram cortados aos funcionarios publicos , não é ser corrupto.

- Vender as principais empresas do país sem qualquer ganho economico para o país , não é ser corrupto.

- Cortar o transporte de doentes crónicos com cancro e outras doenças , não é ser corrupto.

- Mentir na campanha eleitoral fazendo depois completamente o oposto não é ser corrupto.

- Dar carta branca às empresas para despedimentos colectivos , não é ser corrupto.

- Facilitar despedimentos fazendo disparar o desemprego , tendo a lata de dizer que ficaram surpreendidos , não é ser corrupto.

- Aumentar os preços da electricidade , mais que uma vez já este ano , esmagando as pessoas com uma conta cada vez maior , não é ser corrupto.

Etc ...

Pelo menos moralmente corrupto é , quanto ao resto , tratando-se de políticos , mesmo que façam golpada da grossa nunca são apanhados no activo como os velhos amigos de Cavaco , costuma-se dizer gato escaldado
É este concerteza, mais nenhum... Ver comentário
Repare que aceitou como verdades todas as frases Ver comentário
Não aceito não... Ver comentário
Re: Não aceito não... Ver comentário
Re: Não aceito não... Ver comentário
nãoe intendi nada carago Ver comentário
ai a porra que já minganei Ver comentário
Defesa do direito de livre expressão....
O conteúdo desta crónica de Sua Eminência Daniel Oliveira não surpreende, alias é super previsível, vem defender o direito de livre expressão do cidadão Januário Torgal Ferreira que convém lembrar, ocupa um cargo no Estado de Bispo das Forças Armadas.

Qualquer pessoa tem o direito de expressar o que bem entender, prova disso é a difusão de comentadores nas diversas plataformas de comunicação, desde as televisões, rádios, blogs, artigos em jornais, etc, mas tal não é uma carta branca para se fazer insinuações de delitos graves sem ter meios de prova.

Pela teoria da Sua Eminência DO, qualquer pessoa pode assim acusar tudo e todos, dizer as maiores barbaridades, o que vale é o direito consagrado na constituição, se os factos ou acusações são falsas não interessa, vale tudo e quem seja alvo de difamação tem que aguentar-se a bronca.

Para além de defender o indefensável, DO vem dar um raspanete a José Aguiar Branco, então não é que este se atreveu a questionar as declarações do Sr. Bispo?

Aqui a liberdade de expressão não é permitida, o homem é de direita e pertence ao Governo, não há direitos, tem que ouvir e calar!

Hoje o nosso país a liberdade de expressão é praticamente ilimitada, basta olhar para o exemplo de DO,
escreve estas crónicas, aparece em programas televisivos como "comentador", sim, no nosso país é se remunerado para isto, não é por acaso que chegamos a esta situação!
Interpretação de texto para totós. Ver comentário
Re: Interpretação de texto para totós. Ver comentário
O sr.Torgal tem a lingua suja!
O bispo Torgal tem a lingua suja, insulta as pessoas,é um boca de caldo,não prova o que diz.Atira a pedra ,mas esconde a mão não é capaz de provar as suas insinuações.
Quem o ouvir julga que ele é pobre e anda a pedir.O bispo Torgal é rico, ganha 5 mil euros por mês e goza das mordomias que só estão ao alcance de certa burguesia.
Mas como dá jeito aos bloquistas,comunistas e afins que o bispo chame nomes a quem prestigia as Forças Armadas,aqui vem a correr Daniel Oliveira acender uma vela ásw asneiras deste sr.Torgal que o que devia fazer era entregar o hábito e pôr-se a mexer.
O Aguiadois so escreve disparates. mas não é unico Ver comentário
Re: O Aguiadois so escreve disparates. mas não é u Ver comentário
Daniel Oliveira e Torgal estão bem na má lingua Ver comentário
Re: O Aguiadois so escreve disparates. mas não é u Ver comentário
Torgal é corrupto em negócios militares Ver comentário
Re: O Aguiadois so escreve disparates. mas não é u Ver comentário
Por baixo da sotaina de Torgal Ver comentário
Re: O Aguiadois so escreve disparates. mas não é u Ver comentário
Re: O Aguiadois so escreve disparates. mas não é u Ver comentário
o sr,Torgal é malcriado Ver comentário
Re: o sr,Torgal é malcriado, e vocemecê Ver comentário
Re: O Aguiadois so escreve disparates. mas não é u Ver comentário
O Aguiadois so escreve disparates. mas não é unico Ver comentário
Re: O Aguiadois so escreve disparates. mas não é u Ver comentário
Re: O sr.Torgal tem a lingua suja! Ver comentário
Re: O sr.Torgal tem a lingua suja! Ver comentário
águia no deserto Ver comentário
Torgal,a sotaina e o Vaticano Ver comentário
Não este governo não é corrupto
Secretária do PSD acusada de desviar fundos já tem novo cargo nas Finanças

Ana Moura – a ex-vogal da comissão política do PSD Setúbal que está a ser investigada por desvio de fundos do partido e falsificação de documentos – mantém-se a trabalhar no Ministério das Finanças, apesar de ter sido exonerada do cargo de secretária pessoal da secretária de Estado do Tesouro.

A assessora de imprensa das Finanças confirmou ao SOL a situação: Ana Moura «continua no quadro do pessoal de apoio técnico-administrativo da secretária de Estado».

Ana Moura, que pertencia à comissão política do PSD de Setúbal e era responsável pelo pagamento das rendas da sede do partido em Almada, desviou durante mais de dois anos cheques para a sua conta pessoal. Os cheques destinavam-se ao pagamento das rendas da antiga sede de Almada, mas a partir de Novembro de 2009 os 600 euros deixaram de chegar às mãos da senhoria.

A situação arrastou-se e só em Fevereiro de 2012, quando a senhoria desencadeou uma acção judicial, o PSD Almada terá percebido o que se passava. É que durante esse tempo recebeu recibos falsificados pela antiga dirigente que comprovavam que o pagamento das rendas era feito.

No total, Ana Moura terá depositado 28 cheques na sua conta bancária, mas dentro do PSD as investigações ainda decorrem.

...

sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=54647
Re: Não este governo não é corrupto Ver comentário
desviou fundos no PSD eheh Ver comentário
Re: Não este governo não é corrupto Ver comentário
Belos comentários! é só conversa de vão de escada. Ver comentário
o-bispo-januario-o-cardeal-branco-e-o-padre-morais
Pouco mais há a dizer a não ser que as declarações de Dom Januário estão a provocar um incêndio de grandes proporções em São Bento, tendo já chamuscado a relva e dentro de pouco chegará aos estábulos, onde os coelhos já se encontram em perigo e está na eminência de se propagar à habitação. A corrupção faz lembrar a mesma situação de quando aparecia uma rapariga grávida uma aldeia. Ninguém tinha visto, mas todos apontavam o pai da criança e nunca tinham dúvidas e raramente se enganavam. O que me preocupa é que todos aqueles que se encontram ligados à igreja sabem aquilo que a maioria não sabe. Por isso imagino e leva-me a acreditar que a corrupção, a pobreza e a miséria, são bem maiores do que aquilo que o governo nos quer fazer crer. A investigação da PJ levada a cabo em relação à privatização da EDP e REN, será caso para dizer que onde há fumo há fogo. Era assim que alguns diziam do Freeport, em que a montanha pariu um rato.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/d-januario-este-governo-e-corrupto.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/blog-post.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/05/as-grandes-sociedades-de-advogados.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/05/ppp-ponte-vasco-da-gama-lusoponte.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/justica-em-portugal-finalmente.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/portugal-beira-da-catastrofe.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/blog-post_25.html
o hipócrita Torgal nunca saíu dos salões de veludo Ver comentário
Re: o hipócrita Torgal nunca saíu dos salões de ve Ver comentário
emplastro Ver comentário
Promoção à vista... Ver comentário
DO
Todos eles podem-se vestir de laranja, rosa, azul, ou vermelho etc., mas não deixam de ser padres?
Conclusão nesta mamocracia a arte pode ser diferente mas o fim é sempre o mesmo.
'O bispo Januário, o cardeal Branco e o padre Mora
Admirável defesa do "cidadão Januário Torgal Ferreira", Daniel. Apreciei particularmente o facto de o defender mesmo discordando da forma com o Bispo das Força Armadas exprimiu as suas posições, e apontando o caminho que acha correto. Nestas polémicas, é tentador fechar os olhos aos defeitos que vemos no lado de que tomamos partido... não vá ele perder força,... mas o verdadeiro respeito está em não calarmos a crítica das arestas e permitir o aperfeiçoamento. Convenhamos, ele tem uma linguagem demasiado colorida para o meu gosto. Mas estará a ser incoerente?

Pelo que posso ver, este bispo foi sempre algo politicamente incómodo. Foi-o no governo anterior, é também neste. A bem da coerência, Aguiar Branco também comentou as críticas que ele fazia ao governo de Sócrates com um "deve decidir o que quer ser, um bispo ou um comentador?"?

E aqui cometo o erro de todos aqueles que agora criticam o Bispo perguntando-lhe "onde estavas antes?", fazendo o mesmo a Aguiar. Mas quer me parecer que é uma aposta segura.

  (Criticam o Bispo como se todos os críticos fossem automaticamente incoerentes com dois pesos e duas medidas... como eles? Mas nenhuma novidade aqui, quem os lê agora "sabe" que o Daniel era um fervoroso apoiante de Sócrates, e o BE, um partido da coligação PS/PS da altura).

Aguiar Branco cometeu um erro aqui. Se a regra das FA's é a discrição, devia ter resolvido o problema por outros canais, e não ampliar a polémica na praça pública. Inexperiência política?
Mentira!
[...]Torgal Ferreira é um homem sem experiência política. Mas [...] indigna-se com o clima de saque em que vivemos.

Esta é é uma absoluta mentira!

Durante 6 anos, os Portugueses pensaram que Torgal Ferreira era um MUDO!

Mas agora, desde há uma anos, parece que sofreu um milagre (Desconhecemos qual Santo responsável) e passou a falar.

De acordo com Torgal Ferreira, parece que entre 2005 e 2011 nunca houve corruPPPção em Portugal.
Re: Mentira! Ver comentário
Re: Mentira! Ver comentário
Graças a Deus
Graças a Deus que assim é, apenas me pronunciando sobre a parte final do útltimo parágrafo. E Aguiar Branco há por aí quanto baste, até um dia.
Algumas omissões
DO não é exacto sobre o discurso de Aguiar Branco. O Ministro da Defesa afirmou :
O senhor bispo deve obediência às regras da Igreja e o falso testemunho é matéria que não obedece às regras da mesma e,para ser consequente, deve "apresentar na PGR os factos que levam a essa acusação".( que o Governo liderado por Passos Coelho é "profundamente corrupto." ), certo?
Tem razão quando afirma que as pessoas honestas deste país andam indignadas só que não é só contra o saque mas tb com o clima de mentira, politicas de 2 pesos/ 2 medidas, derrotismo, falta de positivismo , autêntico massacre a que todos os dias estamos sujeitos .DO infelizmente colabora bastante para isso.
DO não é exato eheh Ver comentário
Re: DO não é exato eheh Ver comentário
O Bispo tem direito à sau opinião, mas...
O Bispo, independentemente de ser também militar, tem como qualquer pessoa direito à opinião. E emitiu-a de forma clara e bem dirigida: não disse uma coisa do tipo os governos que têm governado Portugal têm gente corrupta, ou sempre se envolveram e actos de corrupção. Disse que este Governo concreto, eleito há um ano, é corrupto. E que os anteriores governantes comparados com estes eram uns anjinhos.

Ora isto é um acusação muito concreta e dirigida, feita em púiblico, que leva qualquer cisadão a qustionar-se: que actos de corrupção terão sido cometidos e por quem? Eu quero saber! Foi isto memso que eu pensei depois de ouvir o Bispo. E foi de certeza o que muita gente terá pensado.

Por isso o Sr Bispo tinha a obrigação cívica de apresentar queixa nas instãncais adequadas, ou seja na PGR. Eu, como cidadão exijo que ele o faça. Quero saber que actos de corrupção foram cometidos , em que circunstãncias, e por quem. E quem os tenha cometido sofra as penalizações adequadas previstas na lei.

Portanto a falha do Sr Bispo não foi emitir a sua opinião. Foi ter feito uma acusação sem a levar às últimas consequências. O estar ou não sujeito às leis da Igreja ou ser também Militar é irrelevante. Para mim o que conta são as leis da República .Que devem prevalecer sobre quaisquer outras!
exrei, eheh Ver comentário
Azar, sou do Belenenses! Ver comentário
e incitar à desordem??
Se bem me lembro não é o 1.º episódio em que a personagem demonstra a sua falta de bom-senso(que deve sempre nortear um bom cristão- "dar a outra face", lembra-se?).
Aliás a anterior gera mesmo 1 crime tipificado no CP, mas pq foi um bispo a incitar, o Estado absteve-se de se pronunciar, até para não acirrar mais os ânimos...
O que julgo, é que, pelas constantes afirmações despropositadas-não estou contra a liberdade de expressão da personagem-a própria conf episcopal fez mt bem em demarcar-se do caminho da "ovelha tresmalhada", pecando somente por não advertir internamente a falta de civilidade e de bom-senso que as mesmas comportam.
"pela boca morre o peixe", e estou em crer, que, se, no plano pessoal, ganhasse pra cima de 4000€ mensais, e com as responsabilidades que a personagem tem no plano social, parte desse dinheiro, não iria para uma conta bancária, mas sim para ajudar quem mais precisa, para uma, duas, tres,... associações de voluntários que ajudam os sem-abrigo, p ex... Mais importante que apregoar a desgraça é fazer apologia da comunidade,fraternidade e amizade, valores muito tipicos de um qualquer católico... Todavia como não somos todos iguais, e como o ser humano é desde logo um ser imperfeito, ainda há quem apareça e tenha estes comportamentos...por isso é que a sociedade está como está... a revolução que se impõe é a de mentalidades!porém, sendo o homem eminentemente mau no seu carater,Hobbs, essa revolução tarda em aparecer...
PS.:tenha juizo sr bispo!
Re: e incitar à desordem?? Ver comentário
Re: e incitar à desordem?? Ver comentário
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub