223
Anterior
Incêndio em Vieira do Minho
Seguinte
Nível de radiação ultravioleta muito alto
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Nova Iorque legaliza casamento homossexual

Nova Iorque legaliza casamento homossexual

É o sexto estado norte-americano a aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Lusa |

O Senado de Nova Iorque aprovou ontem a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, depois de uma semana de tensas negociações.

Com a provação da lei, Nova Iorque converteu-se no sexto estado dos Estados Unidos a permitir a união formal de pessoas do mesmo sexo.

A legislação foi aprovada com 33 votos a favor e 29 contra num plenário que se prolongou por várias horas com os senadores republicanos e democratas a explicaram o seu sentido de voto, ao mesmo tempo que nas imediações da câmara esperavam apoiantes e detratores da medida.




Opinião


Multimédia

Lombinho de porco com broa e batata a murro

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 


Comentários 223 Comentar
ordenar por:
mais votados
NY
Que tal legalizar o partido comunista?
É só a ultima fase a assumir para se apresentarem
BLAKE O FANTASMA GAY

Blake é um fantasma que desconhece esse facto. Era tão apegado à folia, q se esqueceu de deitar. Desavisado, continuou a viver depois de morto.

  Blake o fantasma gay, habita uma suite do hotel Waldorf Astoria. Oriundo de uma muito rica família inglesa, chegou a NY ainda jovem, na década de 40.
   
Fascinado pela cidade, enterrou de vez nas suas memórias a ilha cinzenta e a guerra.
 
Namorou muitos homens até à sua morte. Porém, desde esse dia, a “vida” ficou mais chata, mais etérea, já ninguém conversa, os homens fingem não reconhecê-lo, e os hóspedes q vão passando pela sua suite permitem-se a tudo diante de si, como se ele não existisse.
 
Até os belos rapazes da noite parecem ignorá-lo. Sabe q está velho, por essa razão não estranha a melancolia q às vezes surge do nada, aquela q só os fantasmas conhecem.
 
Para contrariar essa tristeza, tenta pensar nos maravilhosos reveillons, os fogos de artifício acendendo os céus de NY, os corpos suados dançando ao som da orquestra do hotel, em vão, nada o anima, está melancólico, romântico, já vai sendo tempo de assentar, há tempos q vai pensando em casar.
 
    Blake tem muita sorte, viver na suite 125 do hotel WA, não é para todos. Apesar disso nunca se cansará de procurar a união da sua “vida”, e agora q já pode casar, “viverá” muito mais feliz antevendo esse dia, literalmente por toda a eternidade.
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY II
Re: BLAKE O FANTASMA GAY II
Re: BLAKE O FANTASMA GAY II
THUNDER E O SEU FANTASMA GAY I
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
THUNDER E O SEU FANTASMA GAY II
Re: BLAKE O FANTASMA GAY
isto é mas é um comboio gay
Re: isto é mas é um comboio gay
estamos muito à frente...
Sempre imaginei que NY era o centro do mundo...
O Man on the Moon é gay!
NY demonstra estar no caminho certo
Apesar da oposição de muitas pessoas que não conseguem perceber que nada são para impedir a felicidade alheia e graças as esforços de Obama, há mais um Estado norte-americano a reconhecer a IGUALDADE.

Calculo que para muito crente tal seja tramado, pois antevê-se, para breve, que tal direito seja concedido em mais países do primeiro mundo.

Contudo, consigo sentir alguma empatia perante os receios que aqui exibem. É tramado, ir-se na rua e as pessoas poderem pensar que se está casado com alguém do sexo oposto. Aniquila a reputação de quem quer que seja.

Todavia, apesar da resistência de alguns, o casamento, que eu saiba, ainda depende da vontade e não pode ser imposto. Por isso, para além da pobre reputação, o que esperam? Não conseguir resistir ou sentirem-se mesmo obrigados a casar?

Seja como for, o casamento é um contrato, com direitos e com deveres para ambos os contraentes. O matrimónio, esse, pertence a uma religião que o considera como algo sagrado, mas que achou, durante décadas, que o abuso de menores por padres não era nada que apoquentasse...

Re: NY demonstra estar no caminho certo
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Teleológica, claro
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Angústias bipolares
Re: Angústias bipolares
Re: Angústias bipolares
Re: Angústias bipolares
Re: Angústias bipolares
NY demonstra estar no caminho certo
Re: NY demonstra estar no caminho certo
NY demonstra, mesmo, estar no caminho certo
NY demonstra, mesmo, estar no caminho certo
Re: NY demonstra, mesmo, estar no caminho certo
NY demonstra, sempre, estar no caminho certo
Re: NY demonstra, sempre, estar no caminho certo
NY demonstra, sempre, estar no caminho certo
Re: NY demonstra, sempre, estar no caminho certo
1.º formula uma questão; a meio, apresenta 1 2.ª
NY demonstra, sempre, estar no caminho certo
NY demonstra, sempre, estar no caminho certo
Re: NY demonstra, sempre, estar no caminho certo
Deve estar a querer brincadeira?
NY demonstra estar no caminho certo
Deverá ler esta minha frase:
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Re: NY demonstra estar no caminho certo
resposta ao seu post 15:37 01/07
Estou OFF, a partir de agora.
Re: Estou OFF, a partir de agora.
Re: Estou OFF, a partir de agora.
Re: Estou OFF, a partir de agora.
Re: Estou OFF, a partir de agora.
Re: Estou OFF, a partir de agora.
Re: Estou OFF, a partir de agora.
Re: Estou OFF, a partir de agora.
Re: NY demonstra estar no caminho certo
Demostro que NY está no caminho certo
Re: Demostro que NY está no caminho certo
Demonstro que NY está, mesmo, no caminho certo
Re: Demonstro que NY está, mesmo, no caminho certo
Volto a demonstrar que NY está no caminho certo
Re: Volto a demonstrar que NY está no caminho cert
Ao contrário de si, ñ tenho feito outra coisa...
Ao contrário de si, não tenho feito outra coisa...
CORRECÇÃO
Re: Demostro que NY está no caminho certo
Re: Demostro que NY está no caminho certo
Continuo a demostrar que NY está no caminho certo
Re: Continuo a demostrar que NY está no caminho ce
Ora aqui vai, então (pela 2.ª vez)
Re: Ora aqui vai, então (pela 2.ª vez)
Finalmente, as suas dúvidas ficaram esclarecidas
ERRATA
Re: ERRATA
Re: ERRATA
Re: ERRATA
coitado com a árvore!!???
Re: coitado com a árvore!!???
Re: Finalmente, as suas dúvidas ficaram esclarecid
Aparentemente, ainda não. Hélas!
Re: Aparentemente, ainda não. Hélas!
Pelos vistos, ainda não. Hélas!
Re: Pelos vistos, ainda não. Hélas!
Re: Aparentemente, ainda não. Hélas!
Re: Aparentemente, ainda não. Hélas!
A liberdade de expressão
Re: A liberdade de expressão
Re: Finalmente, as suas dúvidas ficaram esclarecid
Aparentemente, ainda não. Hélas!
Re: Aparentemente, ainda não. Hélas!
O seu tom desceu...
Re: O seu tom desceu...
O seu tom desceu...
Re: O seu tom desceu...
O Pinto pensava, mas pensava mal
Re: O Pinto pensava, mas pensava mal
CORRIGENDA
Re: CORRIGENDA
Avisem todos os vossos amigos casados
Há por aqui alguém que não descansar...
Alguém que escreve disparates e que, a propósito desta notícia, já publicou até uma anedota muito engraçada.

O que essa pessoa ignora é que somos ignorantes no que toca ao amor dos outros.

Sabe lá a criatura o que é amor?

A criatura escreve:

O princípio da homossexualidade é o mesmo da pedófilia. É o prazer da transgressão

A criatura é ignorante, pois não sabe que a pedofilia predomina entre homem adulto e menina. A criatura não sabe que a ciência já classificou a pedofilia como patologia e que não representa nenhuma orientação sexual.

Mas, descontente, a criatura insiste e escreve:

O amor só um casal heterosexual é capaz de amar em simultâneo, e expressar sexualmente, toda essa paixão. No mundo homosexual é à vez. E isso, só por si é condicionante e redutor.
Eu tinha vergonha.


Para além da óbvia vergonha que eu - e qq pessoa com dois dedos de testa - teria se escrevesse algo semelhante (que só o amor entre pessoas do mm sexo é o verdadeiro), a criatura revela uma manifesta frustração, pois imagina-se a praticar o amor que a pobre considera transgressor.

No fundo, a criatura, como tantas outras por aqui, é digna de pena pois as suas palavras revelam um conflito interior sem fim.

Não se preocupe, Man on the Moon, se pedir ajuda, conseguirá ultrapassar os seus traumas e, finalmente, poderá pôr, tranquilamente, os pés na Terra
Há por aqui alguém que não descansa...
Sigo o exemplo de Pinto14 e publico à parte
a resposta q lhe dei

e alterou o contrato casamento, desmoronando a sua matriz axiológica e teleológica.

Em 1.º lugar, o direito civil nova-iorquino nada tem a ver com o nosso, por isso desconheço as pobres consequências que o sistema terá sofrido;

Em 2.º lugar, nem sequer compreendo a sua dúvida, porquanto aquilo que foi aprovado foi o casamento, o que implica o seu reconhecimento nos dez restantes países soberanos que o admitem e em vários outros que o reconhecem;

Em 3.º lugar, 10 países não são meia-dúzia e ainda bem que lhes reconhece o vanguardismo; bom, bom é seguir em frente e não ficar preso a concepções atávicas;

Em 4.º lugar, calculo que tenha sentido a mesma angústia quando:

- em 1910, o divórcio foi instituído no nosso direito civil;
- em 1977, foi permitido que optasse por ficar, ou não, com o apelido do marido;
- em 1977, os cônjuges passaram a ser herdeiros;
- mais recentemente, fosse reconhecido ao casal a composição livre do nome de família, sem ordem de apelidos;
- ainda nem há dois anos, tenha desaparecido o ilícito da fundamentação do divórcio.

Tudo isto, para além do fim de alguns impedimentos matrimoniais, deve, para si, ter desmoronado a matriz axiológica e telelógica do casamento.

Para mim, não desmoronou, mas manteve os princípios da igualdade e da liberdade num instituto que estava, apenas, a desmoronar por abandono.

O fim do casamento não é imutável. O mesmo mudou e mudará, quer queira quer não.
ERRATA
Sai uma imperial (com groselha, ui...)
O casamento baseia-se na teoria segundo a qual, quando um homem descobre uma marca de cerveja que corresponda exatamente ao seu gosto, ele deve demitir-se do seu emprego e ir trabalhar na cervejaria.
Re: Sai uma imperial (com groselha, ui...)
Re: Sai uma imperial (com groselha, ui...)
Re: Sai uma imperial (com groselha, ui...)
Re: Sai uma imperial (com groselha, ui...)
Re: Sai uma imperial (com groselha, ui...)
Re: Sai uma imperial (com groselha, ui...)
Já não hã portugueses, como os dantes...
A Inglaterra foi a primeira a permitir que a maricagem vivesse junta.
Um dia resolvessem fazer um inquérito à saída dos aviões que chegavam, para saber a opinião dos cidadãos estrangeiros sobre um assunto.
Um português (dos antigos) partiu as trombas ao pobre do funcionário que fazia o inquérito, quando este lhe perguntou:
- Você é normal, ou gosta de mulheres?
Re: Já não hã portugueses, como os dantes...
Re: Já não hã portugueses, como os dantes...
ACHTUNG!!A BICHA RESSABIADA ANDA AÍ
TUNG
Olá thunder...
O AMOR
só um casal heterosexual é capaz de amar em simultâneo, e expressar sexualmente, toda essa paixão. No mundo homosexual é à vez. E isso, só por si é condicionante e redutor.
Eu tinha vergonha.
Eu tinha vergonha de escrever tantos disparates
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
"À vez"?
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Saluti dall'Italia.
Re: Saluti dall'Italia.
Re: O AMOR
Sério, Miranda?
É F*DIDO.
Re: É F*DIDO.
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Fala a voz da experiência
Re: Fala a voz da experiência
Re: Fala a voz da experiência
Fala a voz da ignorância
Re: Fala a voz da experiência
Re: O AMOR
Re: O AMOR
JÁ FOI A TUA VEZ? FICASTE MUDO?
Re: JÁ FOI A TUA VEZ? FICASTE MUDO?
As verdadeiras cores do Roberto
O AMOR, PARA O ROBERTO, É À VEZ...
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Não te preocupes.
Re: Não te preocupes.
Re: Não te preocupes.
Re: O AMOR
Faço-te um favor, padreca, e esta é a paga?
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Re: O AMOR
Achas que vocês os dois chegam?
Re: O AMOR
Pois, tu gostas é que dêem nas orelhas.
Áhhh, a tourada foi aqui:)
Re: Áhhh, a tourada foi aqui:)
Hoje não há mais nada
- ANDA PARA A CAMA!!!!!
- Não grites que eu já vou meu princípe, estou quase a acabar de ler a noticia no Expresso.
- Meu princípe!? Mas que porcarias andas tu a ler outra vez, querido?
- Mas eu só quero saber como acaba!
- Mas, o que é que o Psiquiatra te disse, Roberto? O que é que o Psiquiatra te disse?
- Não ralhes comigo, eu só quero saber se o Senado vai legalizar...
- Olha Roberto... sabes o que te digo: Eu desisto. Até amanhã...
- Espera! Espera, meu princípe! Espera...
- Não espero coisa nenhuma Roberto, eu não quero ser cúmplice dessa tua...
- Espera!!!!!!!!
- E não faças tanto barulho a virar as páginas, caralh...
- Uá´´á´´áá´...
- Não te adianta chorar, até amanhã...

Ena...
Por isso...
Re: Por isso...
Re: Por isso...
Re: Por isso...
Alguém consegue mais informações?
Nova Iorque converteu-se no sexto estado dos Estados Unidos a permitir a união formal de pessoas do mesmo sexo

Repetindo o comentário que fiz ao Lonet, falta saber se Nova Iorque optou pelo caminho dos ingleses, permitindo a união formal entre pessoas do mesmo sexo (solução por mim defendida quqando da discussão sobre o casamento), ou se optou pelo método dos tugas e mais meia dúzia de "vanguardistas" e alterou o contrato casamento, desmoronando a sua matriz axiológica e teleológica.
Resposta ao seu post das 08:06 de 1/7
Resposta ao seu post das 05:49 de 01/07
Resposta ao seu post das 06:01 de 01/07
Os verdadeiros americanos permitem isto?
A América tem um presidente que juntamente com o seu inseparável assessor, Rahm Emanuel, ainda são sócios do Man´s Country em washington, um clube de maricas, e senadores que se deitam com as crianças de Boys Town. Não espanta que com uma classe politica assim, maricas, pedófila, adoradora de Moloc, ao qual realizam a “cremação de care” no Bohemian Groove, (as filmagens de Alex Jones estão no youtube, assim como uma entrevista de surpresa a um dos membros), não espanta que promulguem leis que promovem os prazeres amorais e imorais deste mundo.
Obama é uma enorme desilusão, com palavras bonitas e promessas de um futuro melhor que extasiaram o povo, escondeu a porcaria com que está sujando os verdadeiros valores americanos. Chamar casamento á união de dois homens é um absurdo. Que virá no futuro? Legalizar a pedofilia?
Olha, o burro voltou
O Rham é o "mayyyor'!
Re: O Rham é o
Re: Olha, o maricas fala!
Olha, o asno ainda tecla! Isso deve doer!
ERRATA
Notoriamente, vê-se onde tens levado desde que...
PEGUE NUMA ALMOFADA E SENTE-SE. CALADO!
Não me digas que não te ensinaram?
Re: Olha, o maricas fala!
É tão giro poder observar-vos
Re: É tão giro poder observar-vos
Re: É tão giro poder observar-vos
Re: É tão giro poder observar-vos
Re: É tão giro poder observar-vos
Re: Olha, o maricas fala!
Re: Olha, o burro voltou
Bem e o amiguinho Roberto já aqui está
Re: Bem e o amiguinho Roberto já aqui está
Re: Bem e o amiguinho Roberto já aqui está
Re: Bem e o amiguinho Roberto já aqui está
Re: Bem e o amiguinho Roberto já aqui está
Re: Olha, o burro voltou
Re: Olha, o burro voltou
Re: Olha, o burro voltou
Re: Os verdadeiros americanos permitem isto?
Vou
Respeito
estas opções e acho que revelam muita coragem e dignidade quando alguém as assume publicamente. No entanto, devo confessar que não as compreendo porque estão completamente fora da forma como eu vejo as coisas, principalmente no domínio da sexualidade.
Re: Respeito
Comentários 223 Comentar

Últimas


Pub