Siga-nos

Perfil

Expresso

Martim Silva Diretor-Executivo

Obama, Ronaldo, Kapoor, Lídia Jorge: Os meus destaques do Expresso

7 de Julho de 2018

Bom dia, este é o seu Expresso Curto deste sábado de julho de 2018.

Começo por um tema político. Para a semana termina o ano parlamentar. Com o habitual debate do Estado da Nação. Olhamos politicamente para o assunto e apresentamos números, mais cinzentos e mais cor-de-rosa, que ajudam a perceber como estamos.

Estado da Nação: Há boas abertas, com ocorrência de trovoadas

Se a nação tivesse um perfil no Facebook, era capaz de escrever que estava a “sentir-se confusa”. Veja-se a política: os dias passam e há aliados que se parecem cada vez mais com adversários, e adversários que se parecem cada vez mais com aliados. De tal forma que um dia sem ler jornais é o equivalente a perder um episódio-chave de um thriller televisivo, seja sobre a “tensão na ‘geringonça’”, as diferenças entre PSD e CDS ou a eventual saída de Pedro Santana Lopes do partido. O clima em Portugal pode ser temperado, mas não é isso que se espera na sexta-feira, dia 13, quando partidos e Governo debaterem o estado da nação na Assembleia da República. Espera-se confronto.

Segundo tema. Um tema para ler e refletir. Que gerações estamos a formar para o futuro? E que condições estamos a deixar-lhes? Inquietante.

80% das ofertas de emprego 
para licenciados pagam menos de €1000

Uma empresa em Lisboa está à procura de um arquiteto, que saiba fazer planos de negócio e assumir um papel de liderança. Tem de ter “versatilidade de horários” para “tarefas variadas de caráter turístico”. Outra empresa em Braga procura um servente da construção civil com o 4º ano. Ao arquiteto são oferecidos €580 sem subsídio de alimentação, enquanto que ao servente são propostos €600 brutos, mais cinco por dia para refeições.
Os dois anúncios são reais e estão atualmente disponíveis no site do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). Apesar do crescimento da economia e do aumento do emprego, 79% das ofertas de trabalho para licenciados publicadas entre janeiro e maio oferecem menos de mil euros brutos.


Este é um dos negócios do momento. A venda da Herdade da Comporta:
Ofertas pela Comporta estão empatadas nos €156 milhões
A corrida para comprar a Herdade da Comporta está ao rubro. Esta semana, o Novo Banco forçou uma mudança relevante na assembleia dos participantes do fundo da Herdade da Comporta que decorrerá a 27 de julho: a reunião não votará apenas a proposta selecionada pela Gesfimo, como estava inicialmente previsto, mas sim as três ofertas que aquela sociedade gestora recebeu nos últimos meses. Será formalmente uma corrida a três, mas na prática a disputa será entre dois consórcios que oferecem contrapartidas muito similares, ambas em torno dos €156 milhões.

A concretizar-se, e tudo indica que sim, será seguramente uma das transferênciass do ano. E seguramente surpreendente, depois dos nove anos passados em Madrid.

O homem certo no lugar incerto
Ronaldo deve trocar o Real Madrid pela Juventus, num negócio que mexe com milhões de euros e em milhões de cabeças. Fomos a Turim perceber o que lá se diz e se sente noutro momento histórico. Reportagem do Hugo Tavares da Silva.

Iniciámos esta semana uma série de entrevistas de Verão, que incluem questionários Proust aos convidados. Esta é a primeira de oito.

Lídia Jorge: A ideia de haver ou não Deus persegue a minha vida

Passou mais de meio século desde que deixou o Algarve, onde cresceu num monte sem eletricidade, a ver as estrelas e a olhar o mar. Guarda a memória da infância “numa espécie de grande bola de cristal”, que leva “sempre na algibeira”. Tornou-se escritora com o apoio da mãe, que quis que a filha fosse a mulher que ela não pôde ser. E foi pela mãe que adiou três anos o último livro, “Estuário” (Dom Quixote), lançado em maio. É uma obra sobre a crise, que terminou “com poucas rasuras e sem vergonha”.

A presença do antigo presidente dos EUA ontem no Porto teve tanto de mediático como de secretismo. Foram poucas horas, sem fotos, com imensas restrições ao nível da segurança. O Valdemar Cruz esteve no Coliseu e conta o que viu.
Mas, além disso, temos um longo trabalho sobre o norte-americano:

Onde está Barack Obama ?

O ex-Presidente está mais ocupado do que nunca. Gere uma fundação, vai editar um livro e prepara uma lista de filmes para a Netflix. Além disso, faz reuniões e dá conferências um pouco por todo o mundo. Não é que se tenha alheado totalmente da política, mas parece menos ligado aos assuntos que preocupam a América. Pelo menos, por agora

Seguramente já ouvir falar do caso que está a ser investigado pela justiça e que diz respeito a uma rede de corrupção clientelar envolvendo essencialmente jovens autarcas e dirigentes do PSD. Agora, contamos mais pormenores desse caso, num longo trabalho na Revista.

A REDE LARANJINHA DA ‘OPERAÇÃO TUTTI-FRUTTI’
Conheceram-se na JSD e aprenderam todos os truques do caciquismo: o controlo de votos, a atribuição de avenças a amigos, a contratação de empresas de aliados. Carlos Eduardo Reis, Luís Newton e Sérgio Azevedo são as personagens principais de uma investigação judicial que está a abalar o PSD mas também o PS, em Lisboa e no resto do país. História de uma rede de poder que começa com votos a voar pela janela

Finalmente, uma entrevista com o artista daquela que será provavelmente uma das exposições do ano. Fica no Porto. Fica em Serralves. Entrevista a Anish Kapoor

É um nome maior da escultura atual. Imagina e cria no papel objetos que não existem. São trabalhos gigantes, trabalhos à escala humana também. Uma obra que espanta o mundo que o aplaude em qualquer continente. É indiano, tem 64 anos e naturalizou-se inglês. Vive em Londres há 50 anos. Homem metódico, não falta um dia ao ateliê, onde os seus esquissos se tornam reais. São parte de um trabalho que obedece a uma filosofia artística descoberta há mais de 30 anos, mas que nos situa sempre num futuro desconhecido. O que faz, diz, são não-objetos. Esculpe ilusões. Muitas delas estão em Serralves desde ontem para que o público as frua e com elas “negoceie”.

Ah, e não esqueja que com o seu Expresso de hoje lhe é oferecido o primeiro de oito guias distribuídos com o jornal ao longo das próximas edições. Essencial para conhecer melhor o seu país. Hoje é a vez das praias. Com curadoria de um dos maiores surfistas nacionais de sempre. Desfrute e boas leituras.

Partilhe esta edição