Siga-nos

Perfil

Expresso

Martim Silva Diretor-Executivo

Quem é a figura do ano? E qual o acontecimento de 2017? (Chegou a época das listas)

4 de Dezembro de 2017

Bom dia,
Esta segunda-feira, 4 de Dezembro, é um dia que tudo indica será fortemente marcado pela eleição de Mário Centeno para presidente do Eurogrupo, o organismo que reúne os ministros das Finanças dos países da moeda única. A concretizar-se, a eleição de Centeno tornar-se-à, seguramente, um dos momentos nacionais do ano. E o próprio Centeno ganha lugar por direito próprio nas figuras nacionais mais marcantes de 2017.

Pois, precisamente por estarmos no início do último mês do ano, com o Natal à porta e o frio bem presente, decidi tornar esta newsletter uma espécie de presente para aqueles que, como eu, adoram listas de final do ano. E já há muitas por aí.

Nós próprios aqui na redacção do Expresso vamos eleger esta manhã, tal como acontece todos os anos por esta altura, as figuras e acontecimentos nacionais e internacionais do ano.

Por mim, e até este dia, não tenho grande dificuldade em considerar Marcelo Rebelo de Sousa a figura nacional do ano e os incêndios como o acontecimento nacional de 2017. Um e outro esmagam nas suas categorias.

Lá fora, escolho Emanuel Macron como figura internacional de 2017 (podia ser Xi Jinping ou o louco norte-coreano Kim Jong Un) e a crise independentista na Catalunha como momento mais marcante do ano internacional (embora aqui confesse também hesitar entre este acontecimento e a escalada nuclear envolvendo a Coreia do Norte – talvez seja o efeito proximidade a falar mais alto).

Andando pela internet, já encontramos listas sobre quase tudo (confesso que ainda não encontrei uma lista das melhores listas do ano), dos melhores e piores do ano, às figuras, acontecimentos, livros, discos, músicas, etc, passando pelas resoluções para 2018.

Veja esta selecção que aqui deixo para si:

Começo precisamente pela mais icónica das listas, a da figura do ano para a revista Time (iniciativa que começou em 1927). Aqui pode seguir a votação, que termina precisamente hoje, estando o anúncio previsto para quarta-feira. Destacado, e muito, na liderança, vai o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed Bin Salman, que se tornou líder do país e tem vindo a realizar um conjunto de reformas num dos estados ditatoriais mais duros e fechados do planeta (neste país as mulheres poderem conduzir ainda é notícia).

Na mesma revista, foi escolhida recentemente a lista das melhores invenções do ano. Uma lista que vale mesmo a pena ler. É certo que tem lá o mais que óbvio Iphone X. Mas há muitas surpresas. Do hijab da Nike para desportistas muçulmanas a uma caneca que mantém o seu café quente durante muito, muito mais tempo.

O Público, usando uma selecção da Reuters, mostra as melhores fotos de animais de 2017.

Aqui fica uma lista dos mais notáveis 100 livros do ano (bom para quem quer ficar a perceber que não leu quase nada do que mais deu que falar no mundo…), pelo NYT.

E ainda mais exclusiva, a lista dos 10 melhores do ano, pelo mesmo jornal.


E aqui estão os melhores livros infantis do ano.


Deste lado do Atlântico, a lista dos melhores livros de ficção para o Guardian.


Super completa é mesmo a lista dos melhores livros do ano para o Financial Times. Subdividida em categorias (economia, ficção, negócios, política, história, arte, ciência, desporto)


Na música, a Rolling Stone deixa-nos a lista das melhores 50 canções do ano. E dos 50 melhores álbuns do ano.


A mesma revista deixa ainda uma lista dos melhores gadgets e prendas para esta época.


O New York Times sugere nove dicas para uma vida mais saudável em 2018. Vá correr…


O Observador está a terminar o ano com uma selecção das melhores fotografias dos últimos meses. E tem também uma lista dos melhores mercados de Natal em Lisboa e no Porto.



CENTENO ROCKSTAR

Voltemos à notícia do dia. Centeno é o favorito a vencer hoje a corrida pela sucessão do lugar ocupado pelo holandês Jeroem Dijsselbloem. O Observador lembra que apesar do favoritismo ainda pode surgir uma surpresa de última hora. Marques Mendes (que há uns meses não acreditava ser possível) disse ontem que a notícia da eleição de Mário Centeno é positiva mas pode criar alguns embaraços futuros na geringonça.


Jerónimo de Sousa é que não parece muito convencido com a notícia e já veio dizer que o país não ganha nada com a mudança. Na luta interna pelo PSD, os candidatos Rui Rio e Santana Lopes também falaram do assunto, para dividir os méritos desta candidatura entre o governo actual e o anterior.


Marcelo também realçou a ida de Centeno para Bruxelas (em boa verdade não é uma ida, antes um pé cá e outro lá fora), mas deixou um aviso: não se deve esquecer “que começou por ser ministro das Finanças”.


No Negócios de hoje pergunta-se se Centeno conseguirá levar as suas ideias para a Europa

OUTRAS NOTÍCIAS
Já enviou algum sms hoje?
Pode ser que ainda não o tenha feito. Mas é mais do que provável que até final do dia o faça. Então fique a saber que a primeira mensagem de texto via telemóvel foi enviada há precisamente 25 anos.

Francisco Pedro Balsemão, CEO do Grupo Impresa (proprietário da SIC e Expresso) dá hoje uma entrevista ao Público, que faz manchete do jornal, na qual se mostra muito crítico do negócio da compra da TVI pela Altice e pede à noda direção da ERC que volte a analisar o negócios.

Sobre o caso que envolve o julgamento de Manuel Vicente em Portugal, Marques Mendes revelou que o parecer do conselho consultivo da PGR vai no sentido de considerar que o dirigente angolano não beneficia de imunidade diplomática. Costa terá de avalizar.

mais uma escola a juntar-se às faculdades da Nova, Católica e Porto na lista das melhores escolas de gestão. Trata-se do ISCTE Business School, que se estreia na lista do Financial Times.

O forte que assistiu à queda de Salazar está ao abandono e tem sido alvo de vandalismo. Aqui nesta reportagem do Expresso pode ler, e ver, o que se passa.


Já o governo prepara um novo pacote de 40 monumentos para concessão turística em 2018. Se a medida estiver a ser preparada como o último pacote (que chegou a incluir o Forte de Peniche), então a polémica está garantida.


A vaga de frio deve manter-se em Portugal nos próximos dias, com temperaturas negativas e nove distritos em alerta amarelo.


A Marinha encontrou o barco de pesca naufragado ao largo da Figueira da Foz e esta manhã mesmo deve avançar com a delicada operação de mergulho a 80 metros de profundidade para perceber se o corpo do mestre da embarcação se encontra preso no interior do Veneza.


Num ano em que o turismo bate recordes e que muito se tem escrito sobre isso, o Turismo de Portugal e o Airbnb vão fazer uma parceria.


E no dia 10 Portugal vai lutar pela obtenção de um “Óscar” do Turismo.


No imobiliário do Expresso, revelámos os detalhes do maior empreendimento imobiliário que está a ser construído em Lisboa.


Ainda das páginas do Expresso, recupero esta peça que ajuda a perceber em que medida é que o Orçamento do Estado para 2018 mexe com o seu bolso.

Nuno Ribeiro da Silva alerta para os riscos de um apagão energético a partir do próximo ano em Portugal.


Para dia 21 está marcado um protesto por cá contra a exploração de gás e petróleo na nossa costa.


Os últimos dias por cá foram muito marcados pelo adeus a Zé Pedro, dos Xutos e Pontapés. Aqui pode ler o relato do funeral do guitarrista. Poucas horas depois do funeral do músico, o seu companheiro de banda Tim já estava na estrada e a atuar, no Algarve, com os Resistência. Se ainda quiser voltar a leituras sobre a vida do Zé Pedro, sugiro esta longa entrevista feita pela Blitz aquando dos seus 6o anos.


200 milhões de euros é quanto se estima que os portugueses vão gastar em chocolates nesta quadra natalícia.


O Prémio Manuel António da Mota, de 50 mil euros, foi entregue a uma associação de Matosinhos que se dedica à formação de jovens que saíram precocemente do sistema de ensino.


Aqui deixo o link para a leitura da entrevista que fizemos na Revista do Expresso a Zita Seabra, com o título “não sou uma crente clandestina, não escondo nada”.


Outro link para outro grande trabalho do Expresso, este dedicado aos novos ‘previventes’ do cancro (pessoas que se tratam antes mesmo de terem a doença, uma evolução permitida pelos estudos genéticos cada vez mais aprofundados)


E aqui tem o link para o excelente trabalho multimédia do Expresso sobre os 50 anos das cheias de Lisboa


LÁ FORA,

A tensão militar em volta da península coreana não há forma de terminar. A escalada verbal continua quando os EUA enviam caças furtivos para exercícios na mais meridional (e democrática) das coreias.


Os Estados Unidos anunciaram o abandono do pacto mundial da ONU sobre migrantes e refugiados.


O governo alemão de Angela Merkel está disposto a dar 3 mil euros a cada refugiado que tenha visto o pedido de asilo rejeitado para regressar ao seu país de origem.


A partir da Bélgica, Carles Puigdemont disse ser insustentável a realização de eleições na Catalunha, marcadas para dia 21, quando ainda há candidatos que se encontram detidos.


Cerca de 800 mil pessoas foram afectadas pelas inundações na Tailândia


Os rebeldes no Iémen garantem ter lançado um missíl de cruzeiro contra uma central nuclear nos Emirados Árabes Unidos.


Meghan Markle, noiva do Príncipe Harry, vai deixar o papel de Rachel Zane na série Suits


DESPORTO

Estará a máquina de golos que é CR7 a gripar, pergunta o Público? Enquanto o pai está em crise, aqui pode ver um vídeo com as proezas do filho, Cristianinho

E sabe quem é o jogador mais vezes expulso na história do futebol espanhol? Pois é, este fim de semana voltou a acontecer.

Este foi um fim de semana cheio de polémicas em jogos de futebol. Depois do Porto-Benfica, ontem foi um jogo do Beira-Mar interrompido ao intervalo depois de um adepto se ter empoleirado no túnel de acesso aos balneários e agredido o árbitro.


Uma grande entrevista a Aurora Cunha, que pode ser lida na Tribuna do Expresso. “Tive cancro e é a primeira vez que falo nisto. É como um terramoto mas Deus foi justo. Não estava preparada para ir”


Em Itália, um dos acontecimentos insólitos do ano no futebol, seguramente. Uma equipa de nome Benavento tem passado muito discreta no campeonato do país. De tal forma que até ontem somava por derrotas os 14 jogos disputados. Até ontem, pois ao minuto 95 do jogo com o Milão o guardar-redes Brignoli subiu até à área adversária e fez o golo do empate. Um golo que está a correr mundo.


NÚMERO
1600

Mil e seiscentas toneladas de alimentos é o balanço da campanha de recolha de alimentos do fim de semana pelo Banco Alimentar contra a Fome.


FRASES
“O governo português é o modelo para a Grécia quando sair do memorando”, Alexis Tsipras, ao DN, numa passagem por Portugal

"Marcelo está a exercer o mandato através das televisões”, Freitas do Amaral, ao DN


O QUE ANDO A LER
No fim de semana fui buscar à estante um clássico do século XX que ainda não tinha lido, “O Homem Sem Qualidades”, de Robert Musil (Dom Quixote). Mas não é disto que vou aqui hoje falar. Pois se esta foi uma newsletter cheia de listas de tudo e mais alguma coisa, então não poderia terminar de outra forma – a lista dos melhores livros que li no último ano (algo que a realização dos Expresso Curto ao longo dos últimos meses ajuda a concretizar).

“Estaline – a corte do czar vermelho”, de Simon Sebag Montefiore, que o Expresso ofereceu aos seus leitores ao longo de várias semanas.


"Thank You For Being Late", de Thomas L. Friedman.


"Stoner", de John Williams (editado pela D. Quixote)


“Jorge Sampaio – uma biografia. Volume II O Presidente”, de José Pedro Castanheira (Porto Editora)


“Messy - How to be creative and resilient in a tidy-minded world”, de Tim Harford
Harford, colunista do Financial Times


"Homo Deus - história breve do amanhã", de Yuval Noah Harari, (Elsinore)


“The Speechwriter - a brief education in politics”, por Barton Swaim.


"Moby Dick", Herman Melville


"Guerra e Paz", Leon Tolstoi


"Coração das Trevas", Joseph Conrad


“Homens Bons”, Arturo Perez-Reverte


“Quanto Portugal Ardeu”, do jornalista Miguel Carvalho,


"Lenine, o Ditador", do britânico Victor Sebestyen.

Ah, finalmente, esta noite foi noite de super lua. Eu ainda a vi. Se não a conseguiu ver, aqui ficam algumas das melhores imagens.

Por hoje é tudo. Tenha um dia cheio. Cheio de coisas boas.

Partilhe esta edição