Siga-nos

Perfil

Expresso

Vídeo

PJ já recolheu indícios no local onde jovem de 20 anos foi espancado até à morte

  • 333

Durante a manhã, a PJ esteve na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto a recolher indícios no parque de estacionamento da FEUP. Sabe-se que a vítima era estudante e que era de Baião. Foi violentamente agredido e acabou por morrer no Hospital de São João, como relata a repórter da SIC Márcia Torres

SIC Notícias (vídeo) Lusa (texto)

A Polícia Judiciária do Porto ativou esta sexta-feira a secção de investigação de homicídios para investigar a morte de um estudante universitário de 20 anos que foi espancado por um grupo de indivíduos esta madrugada na via pública, disse fonte oficial.

Em declarações à Lusa, fonte da Polícia Judiciária do Porto informou que o registo da ocorrência do estudante agredido chegou àquela polícia às 05h49, hora em que foi "ativada a secção de investigação de homicídios" e foi ativado de imediato o serviço de "perícia criminalística".

No local, a Lusa constatou que há três elementos da Judiciária junto ao edifício no parque de estacionamento da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto a desenvolver as "necessárias diligências".

Segundo o registo da ocorrência da Polícia Judiciária e que foi comunicado à Lusa, um grupo de indivíduos terá agredido o estudante do ensino superior, que circulava na via pública com colegas, sem "justificação prévia" ou "provocação prévia".

"Não foi entregue qualquer tipo de arma" e a vítima foi transferida para o Hospital de São João do Porto, local onde veio a morrer, acrescentou a mesma fonte policial.

Os colegas da vítima, que também foram feridos para ajudar o colega, estão a ser ouvidos esta manhã na Judiciária, acrescentou a mesma fonte.

A vítima, natural do concelho de Baião, estava inscrita no "ano zero" do Instituto Superior de Contabilidade e Administração Pública do Instituto Politécnico do Porto, disse à Lusa fonte daquela instituição de ensino superior.