Siga-nos

Perfil

Expresso

Fotogaleria

TOP 10 da bancarrota (fotogaleria)

Conheça o "clube" dos 10 países com risco mais elevado das suas dívidas soberanas. Ranking semanal de 19/09/11

1º Grécia, com um risco de 94.64%
1 / 10

1º Grécia, com um risco de 94.64%

2º Portugal, com um risco de 60,21%
2 / 10

2º Portugal, com um risco de 60,21%

3º Venezuela, com um risco de 55.97%
3 / 10

3º Venezuela, com um risco de 55.97%

4º Paquistão, com um risco de 49.49%
4 / 10

4º Paquistão, com um risco de 49.49%

5º Irlanda, com risco de 49.00%
5 / 10

5º Irlanda, com risco de 49.00%

6º Argentina, com um risco de 45.50%
6 / 10

6º Argentina, com um risco de 45.50%

7º Ucrânia, com um risco de 35.63%
7 / 10

7º Ucrânia, com um risco de 35.63%

8º Itália, com um risco de 33.75%
8 / 10

8º Itália, com um risco de 33.75%

9º Espanha, com um risco de 28.97%
9 / 10

9º Espanha, com um risco de 28.97%

.
10 / 10

.

O ranking dos 10 países com risco mais elevado das suas dívidas soberanas é publicado todos os dias úteis pela firma londrina CMA através de um monitor implementado pelo serviço DataVision que cobre 80 países e entidades emissoras de dívida soberana.

Este monitor identifica os países com maior volatilidade diária em função das variações no custo dos credit default swaps (cds, no acrónimo em inglês) a cinco anos, instrumentos financeiros que funcionam como seguros contra o risco de incumprimento da dívida (tecnicamente designado como default) emitidos por mais de 1200 entidades financeiras. O monitor atribui uma probabilidade de risco num horizonte de cinco anos.