Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Fotogalerias

Judeus ultraortodoxos contra serviço militar obrigatório

  • 333

Centenas de judeus ultraortodoxos juntaram-se em Jerusalém em protesto contra a alteração da lei. O serviço militar é um assunto sensível em Israel, onde são muitos os que exigem igualdade.

Mariana Corrêa Nunes (www.expresso.pt)

Judeus ultraortodoxos desfilaram ontem em protesto contra a intenção do Governo de aprovar a lei que acaba com 64 anos de isenção de serviço militar para os membros da comunidade. A manifestação decorreu em Meah Sharin, bairro em Jerusalém onde se concentra a maioria dos judeus ultraortodoxos.

A Lei de Tal, como é conhecida, foi aprovada em 2002 e excluía a comunidade ultraortodoxa do dever de se alistar no Exército. Mas em fevereiro deste ano foi declarada inconstitucional pelo Supremo Tribunal de Israel.

A lei prescreve a 1 de agosto, o que obriga o Governo a elaborar um novo texto, que disponha de forma clara quem é ou não obrigado a alistar-se no Exército.

Esta iniciativa gerou fortes tensões de imediato, tanto na sociedade como dentro do Governo de coligação, onde o sector laico exige a igualdade.

Foram centenas os homens e crianças que protestaram ontem no bairro de Meah Sharim, em Jerusalém
1 / 20

Foram centenas os homens e crianças que protestaram ontem no bairro de Meah Sharim, em Jerusalém

Desde o nascimento do Estado de Israel, em 1948, os judeus ultraortodoxos estão isentos de fazer serviço militar
2 / 20

Desde o nascimento do Estado de Israel, em 1948, os judeus ultraortodoxos estão isentos de fazer serviço militar

"Nunca nos vamos render às decisões do Governo", lia-se em alguns dos cartazes exibidos
3 / 20

"Nunca nos vamos render às decisões do Governo", lia-se em alguns dos cartazes exibidos

Milhares de crianças juntaram-se ao protesto
4 / 20

Milhares de crianças juntaram-se ao protesto

A exibição de algemas durante o desfile pretendeu simbolizar a punição imposta pela obrigatoriedade do serviço militar
5 / 20

A exibição de algemas durante o desfile pretendeu simbolizar a punição imposta pela obrigatoriedade do serviço militar

Uma das crianças algemada, em sinal de protesto
6 / 20

Uma das crianças algemada, em sinal de protesto

As mulheres não puderam participar no protesto, senão como observadoras desde as varandas das suas casas
7 / 20

As mulheres não puderam participar no protesto, senão como observadoras desde as varandas das suas casas

Os líderes da comunidade dizem já estar a servir o país através do seu compromisso com Deus, nas orações e nos estudos
8 / 20

Os líderes da comunidade dizem já estar a servir o país através do seu compromisso com Deus, nas orações e nos estudos

"Querem recrutar-nos a todos quando formos maiores. De maneira nenhuma, antes entregarmos as nossas vidas", lia-se nos cartazes
9 / 20

"Querem recrutar-nos a todos quando formos maiores. De maneira nenhuma, antes entregarmos as nossas vidas", lia-se nos cartazes

.
10 / 20

.

Muitos estudantes interromperam as férias por ordem do líder espiritual sefardita Ovadia Yosef
11 / 20

Muitos estudantes interromperam as férias por ordem do líder espiritual sefardita Ovadia Yosef

Com a força das orações das crianças, o líder espiritual dos judeus ultraortodoxos acredita que vai conseguir manter a antiga lei
12 / 20

Com a força das orações das crianças, o líder espiritual dos judeus ultraortodoxos acredita que vai conseguir manter a antiga lei

Chegam a Israel todos os anos centenas de jovens para estudar nas escolas judaicas
13 / 20

Chegam a Israel todos os anos centenas de jovens para estudar nas escolas judaicas

As ruas de Meah Shearin encheram-se de protestantes e observadores
14 / 20

As ruas de Meah Shearin encheram-se de protestantes e observadores

Um jovem ultraortodoxo corre com as folhas das orações
15 / 20

Um jovem ultraortodoxo corre com as folhas das orações

Para os protestantes, o protesto de ontem foi só a primeira de muitas batalhas contra a alteração da lei
16 / 20

Para os protestantes, o protesto de ontem foi só a primeira de muitas batalhas contra a alteração da lei

Ativistas israelitas laicos tinham-se manifestado anteriormente, em protesto contra a lei ainda em vigor que consideram discriminatória...
17 / 20

Ativistas israelitas laicos tinham-se manifestado anteriormente, em protesto contra a lei ainda em vigor que consideram discriminatória...

...já que todos os demais israelistas são obrigados a cumprir o serviço militar
18 / 20

...já que todos os demais israelistas são obrigados a cumprir o serviço militar

Em Israel, os homens têm de passar três anos, e as mulheres dois, a servir as forças armadas do país
19 / 20

Em Israel, os homens têm de passar três anos, e as mulheres dois, a servir as forças armadas do país

A nova lei está a provocar muita tensão na sociedade israelita
20 / 20

A nova lei está a provocar muita tensão na sociedade israelita