Siga-nos

Perfil

Expresso

Expresso TV

120 mil professores chumbam ministra

E voltou-se a fazer história. Depois de em Março, 100.000 professores terem descido a Avenida da Liberdade, Lisboa foi hoje invadida por 120.000, garantem os sindicatos, naquela que será a maior manifestação de professores jamais realizada em Portugal.

Carlos Abreu

Jornalista

Nos próximos dias, a pedido do Bloco de Esquerda, a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, irá ao Parlamento explicar o que se passa com o processo de avaliação.

Em declarações aos jornalistas, esta tarde no Porto, a ministra reafirmou a intenção de prosseguir com o actual sistema de avaliação dos docentes. "Desistir não é uma solução, para isso não tenho disponibilidade", disse Maria de Lurdes Rodrigues, acrescentando: "O que me preocupa é que o processo de avaliação continue a concretizar-se para garantirmos ao país a qualidade de ensino que nos permita distinguir e premiar aqueles que são os melhores professores".

No braço de ferro com a ministra, os sindicatos não perdem tempo e já marcaram uma greve nacional para 19 de Janeiro.

  • Professores invadem Lisboa

    Oito meses passados sobre a manifestação de 8 de Março, os professores voltaram à rua para protestar contra o sistema de avaliação que está a 'fazê-los num oito'. A ministra já reagiu e garantiu que vai manter o processo de avaliação dos docentes.

  • "Os professores que não forem avaliados não progridem na carreira", avisa a ministra da Educação.