Siga-nos

Perfil

Expresso

Multimédia

Sousa Tavares: “Renzi deixa a Itália sem Governo num momento dramático”

Para Miguel Sousa Tavares, o referendo italiano era o “terceiro de quatro passos no caminho de pedras que as democracias ocidentais atravessa”, tendo sido o primeiro o Brexit, o segundo a eleição de Trump e o quarto serão as presidenciais francesas (marcadas para abril do próximo ano). O comentador considerou que, atualmente, estes referendos “são a maior arma de destruição massiva dos Governos democráticos”