25 de abril de 2014 às 8:33
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Mubarak condenado a prisão perpétua

Mubarak condenado a prisão perpétua

O Tribunal Penal do Cairo condenou o presidente deposto do Egito à prisão perpétua pelo envolvimento na morte de 850 manifestantes. O advogado já disse que Mubarak vai recorrer da decisão.
Mubarak ouviu a sentença deitado numa maca Mubarak ouviu a sentença deitado numa maca
Hosni Mubarak foi hoje condenado a prisão perpétua pela morte de 850 manifestantes nos protestos que o derrubaram no ano passado, anunciou o juiz do tribunal que está a julgá-lo desde agosto.

"Vamos recorrer. A decisão está cheia de falhas legais de todos os ângulos" disse Yasser Bahr, da defesa de Mubarak, citado pela AFP.

Questionado sobre as probabilidades de ganhar o recurso, Bahr disse: "Vamos ganhar. Um milhão por cento".

Entretanto, o ex-ditador já foi transferido para a ala medicalizada da prisão de Tora, nos arredores sul do Cairo, onde deve cumprir a sua sentença de prisão perpétua, disseram fontes dos serviços de segurança à AFP.

O mesmo tribunal deixou cair a acusação sobre os dois filhos do antigo ditador, Alaa e Gamal Mubarak, que eram acusados de corrupção.
Mubarak é o primeiro líder árabe a ser julgado pelo seu próprio povo no país.

Aos 84 anos, Mubarak ouviu a sentença deitado numa maca na sala de audiências do tribunal, na periferia do Cairo.

Centenas de opositores do ex-presidente do Egito enfrentaram hoje a polícia com pedradas no exterior do tribunal.

Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Justiça: Nem pelas mão de uma mulher, ela se move
Até os árabes são mais rápidos a administrar a justiça que nós.

Se Fátima Felgueiras, Valentim Loureiro, Isaltino e outros claramente criminosos fossem julgados no Egipto, a esta hora não estariam a gozar do povo português.

Para o vigarista e mau carácter, é excelente ter uma justiça como a portuguesa.

E a nossa ministra que tanta esperança nos deu... afinal ela é mesmo política!
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub