Anterior
Morreu George Steinbrenner, dono dos New York Yankees (1930-2010)
Seguinte
Sociedade de Jornalistas e Instituto Alpino ganham Prémio ...
Página Inicial   >  Sociedade  >   Morreu Harvey Pekar, escritor de BD (1939-2010)

Morreu Harvey Pekar, escritor de BD (1939-2010)

Encontrado morto, ontem, um dos mais populares autores de BD alternativa. Harvey Pekar, autor de "American Splendor", tinha 71 anos.
|
Harvey Pekar, autor de American Splendor
Harvey Pekar, autor de American Splendor / Mark Duncan/AP

Norte-americano, irreverente, Harvey Pekar inspirou-se na própria vida - do tempo em que era empregado de um hospital - para criar a sua obra mais famosa. A série cult "American Splendor" resultou da sua amizade com o desenhador Robert Crumb, com quem assinou também "Bob & Hary- Dois Anti-Heróis Americanos".

"American Splendor", ilustrada por Crumb, começou a ser publicada em 1976. Entre esse ano e 2008, foram publicadas 39 edições. Até 1991, a revista foi publicada como edição de autor. Seguiram-se outras edições em parceria com a Tundra, a Dark Horse Comics e a DC Comics, que publicou duas minisséries de "American Splendor" pelo selo Vertigo.

Obras biográficas ou autobiográficas


Um dos últimos trabalhos de Harvey Pekar, "The Beats", conta a vida dos escritores que fizeram parte do movimento beatnik , tais como Allen Ginsberg, Jack Kerouac e William S. Burroughs.

Outro dos seus trabalhos foi "Our Cancer Year", publicado em 1994 pela editora Four Walls Eight Windows. Coescrito por Brabner e ilustrado por Frank Srackm o livro narra o período em que Pekar foi diagnosticado com cancro linfático.

Já "American Splendor: Unsung Hero", de 2003, é a biografia de Robert McNeill, um veterano do Vietname que trabalhou com Pekar no Vetern's Administration Hospital, em Cleveland.

Casou três vezes. O seu terceiro casamento foi descrito em "American Splendor 10", na história "Harvey's Lactes Crapshoot: His Third Marriage to a Sweetie from Delaware and How His Substandard Dishwashing Strains Their Relatioship".

Interessava-se "pela vida quotidiana, pelo humor do inesperado e pela música. Curiosamente, a sua grande paixão não eram os quadradinhos, mas o jazz, tema sobre o qual escrevia, com profundidade, desde a década de 50".

O escritor foi encontrado morto esta segunda-feira, pela mulher, na sua casa de Cleveland, Ohio, EUA. Sofria de cancro, mas ainda não foram divulgadas as causas da morte.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 0 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub