7
Anterior
Damasco ameaça utilizar armas químicas
Seguinte
"Que se lixem as eleições", diz Passos Coelho
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Morreu a primeira astronauta americana

Morreu a primeira astronauta americana

 "Uma heroína nacional" e "um poderoso exemplo", disse o Presidente Obama no dia da morte de Sally Ride.
Lusa |
Presidente Barack Obama cumprimenta Sally Ride, depois de dar uma palestra sobre educação e inovação, em Washington, em setembro de 2010
Presidente Barack Obama cumprimenta Sally Ride, depois de dar uma palestra sobre educação e inovação, em Washington, em setembro de 2010 / Mandel Ngan/AFP/Getty Images

A primeira astronauta dos Estados Unidos, Sally Ride, morreu na segunda-feira, aos 61 anos, em resultado de um cancro no pâncreas, anunciou a sua fundação.

O presidente norte-americano, Barack Obama, que Sally Ride tinha apoiado em 2008, prestou-lhe homenagem e descreveu-a como "uma heroína nacional" e "um poderoso exemplo".

Sally Ride foi ao espaço pela primeira vez em 1983, a bordo de uma nave da NASA, após o que se envolveu em incentivos, focados especialmente nas raparigas, aos estudos em matemática e ciência.

"A vida de Sally mostrou-nos que não há limites ao que podemos fazer", escreve-se ainda no comunicado, assinado por Obama e pela mulher, Michelle.

Sally Ride, astronauta da agência espacial norte-americana (NASA), nasceu em 1951, na Califórnia, e era diplomada em Física e Inglês pela Universidade de Stanford.

Entrou na NASA em 1978, depois de ter respondido a um pequeno anúncio no jornal estudantil da sua faculdade, na que foi a primeira vez que a NASA aceitou candidaturas da sociedade civil e de mulheres.

Ride foi selecionada, com mais 34, de um total de oito mil candidatos.

Depois de duas missões espaciais e 350 horas de imponderabilidade, abandonou a NASA em 1987.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 7 Comentar
ordenar por:
mais votados
-> Nunca houve um "astronauta" no espaço nem seque
-> Nunca houve um "astronauta" no espaço nem sequer a orbitar a Terra.
-> nunca houve uma "nave espacial" no espaço (para além da órbita da terra).

-> Porque só na primeira vez (1978, quando uma esquadrilha de caças pretendia fazer a guarda de honra durante a aterragem) foi permitido ao público aproximar-se da pista de aterragem do "shuttle", que è um aviâo normal e não um planador?
porque NUNCA se viu imagens do cockpit filmando a Terra, durante o periodo da descolagem atè "entrar em órbita"?
Quem leu o link sabe as agora as repostas.
=>
Google =>
Shuttle Challenger in 1986 versus shuttle Columbia in 2003: Typology of Illuminati Theatre
Re: -> Nunca houve um
Re: Morreu a primeira astronauta americana
Infelizmente, a procura das Estrelas, dos Planetas, ou dos Mistérios do Universo, não dá a Vida Eterna a ninguém!

E, não obstante,... não vi o governo americano atribuir qualquer verba significativa a esta procura, como aquelas que atribui á NASA!
Estranho...muito estranho!
Re: Morreu a primeira astronauta americana
Re: Morreu a primeira astronauta americana
Verba p'ra que???
Re: Verba p'ra que???
Comentários 7 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub