Anterior
Cientistas portuguesas descobrem causa da doença de Parkinson
Seguinte
Triplo homicida de Queluz "só queria assustar as vítimas"
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Mordomo do Papa incorre em seis anos de prisão

Mordomo do Papa incorre em seis anos de prisão

Em outubro, Paolo Gabriele vai sentar-se no banco dos réus junto com um programador informático, por roubo de documentos secretos da Santa Sé
agências |
No apartamento de Paolo Gabriele (em baixo, à esq.), na cidade do Vaticano, a polícia encontrou diversos objetos pertencentes ao Papa
No apartamento de Paolo Gabriele (em baixo, à esq.), na cidade do Vaticano, a polícia encontrou diversos objetos pertencentes ao Papa / Alessandro Bianchi/Reuters
Federico Lombardi, porta-voz de Bento XVI
Federico Lombardi, porta-voz de Bento XVI / Massimo Percossi/EPA

Depois de interrogado três vezes, de ter colaborado com a investigação criminal e de ter sido submetido a um exame psiquiátrico que não revelou qualquer enfermidade, o mordomo do Papa foi oficialmente acusado pela justiça do Vaticano por roubar documentos secretos da Santa Sé, no âmbito do processo que ficou conhecido como VatiLeaks.

A acusação foi confirmada hoje, em conferência de imprensa, pelo porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

Paolo Gabriele - atualmente em prisão domiciliária - vai a julgamento em outubro. Caso seja considerado culpado do crime de "roubo com agravante", poderá ser condenado a uma pena de um a seis anos de prisão. Carlos Fusco, um dos defensores do ex-mordomo - que confessou o crime numa carta enviada ao Sumo Pontífice, na qual pede perdão - já estava à espera de que a acusação fosse hoje formalizada.

O antigo homem de confiança do Papa Bento XVI vai a julgamento por ter roubado do escritório do seu superior hierárquico - o secretário de Ratizinger, monsenhor Georg Ganswein-,  diversas mensagens, cartas e outros documentos secretos do Vaticano, e de os ter fotografado com o seu smartphone

Por decisão do juiz instrutor do processo, Piero Antonio Bonnet, será também julgado o programador informático Claudio Sciarpelletti, funcionário na Secretaria de Estado do Vaticano, "por ter favorecido o roubo com o agravante de violação de segredo". 

Outras pessoas sob investigação


De acordo com o Vaticano, mais pessoas estão a ser investigadas. "Não  acreditamos que o caso esteja encerrado. A investigação prossegue com outras pessoas que parecem estar também implicadas", afirmou hoje o porta-voz Federico Lombardi, citando declarações do procurador-geral do Vaticano, Nicola Picardi.

No apartamento de Paolo Gabriele, na cidade do Vaticano, a polícia encontrou diversos objetos pertencentes ao Papa, tais como um cheque de 100.000 euros assinado no passado dia 26 e destinado ao Sumo Pontífice, uma pepita de ouro e uma edição de 1851 de "Eneida", traduzida por Annibal Caro. Isto foi o suficiente para determinar a  imediata detenção, no passado dia 23 de maio, do fiel colaborador do chefe máximo da Igreja Católica.

O facto de Paolo Gabriele não ter sido acusado por divulgação dos documentos levanta a hipótese de terem sido outras pessoas, entre as quais Claudio Sciarpelletti e não o mordomo, a passar as informações (contidas nos documentos) para a comunicação social.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 47 Comentar
ordenar por:
mais votados
Peraí!
Mas o que é feito de "devemos perdoar o próximo", "devemos dar a outra face"...?
Re: Peraí!
Re: Peraí!
Re: Peraí!
Re: Peraí!
Re: Peraí!
Re: Peraí!
Mas afinal...
A teoria da igreja católica não é perdoar?

1º princípio...

se te baterem oferece a outra face...

2º princípio...

deves perdoar a quem te faz mal para seres perdoado no juízo final...

mas afinal em que ficámos? Prevalece o que diz frei Tomás?
" faz o que ele diz, não faças o que ele faz."
Ah, já sei
onde estão os documentos dos submarinos!
Ass: Sherlock Holmes
e o papa incorre em quantos?
e o papa incorre em quantos ao apelar contra o uso do preservativo ?
Re: e o papa incorre em quantos?
Re: Mordomo do Papa incorre em seis anos de prisão
Realmente, essa dos submarinos tb dava a quem os mandou ocultar e a quem o praticou uns tantos bons anos... Muita água correrá por causados submarinos... Isto de Relvas e submarinos enfraquece completamente os que poderiam ficar muitos anos... Não passam das próximas eleições, pq tão bons são uns como outros.
O véu do mistério seja rasgado.

Contudo, o papa, os cardeais, os bispos, os padres do campo acreditam que nós somos cretinos e podem dar-nos a entender qualquer coisa.
Mas não é assim. Eu conheço bastante bem o Novo Testamento diferentemente de muitos papa-hóstias, a quem estou habilitado em dar um mar de aulas.

Do Evangelho segundo Mateus

10 -
26 Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se.
27 O que vos digo em trevas dizei-o em luz; e o que escutais ao ouvido pregai-o sobre os telhados.

O que têm a esconder? Quais segredos são serrados dentro das paredes do Vaticano? Imensos e nenhum deles, pela salvação da igreja, deve sair fora, senão vai seguir o fracasso imediato dessa.

Que o véu do mistério seja rasgado e que a igreja mostre a sua verdadeira face.

Re: O véu do mistério seja rasgado.
Re: O véu do mistério seja rasgado.
Re: O véu do mistério seja rasgado.
Re: O véu do mistério seja rasgado.
Isto está cada vez...
...Pior. Já não há um só comentário hostil que valha a pena comentar...
Re: Isto está cada vez...
Re: Isto está cada vez...
Re: Isto está cada vez...
Re: Isto está cada vez...
AMO JUDAS LOUCAMENTE.


Eu amo loucamente Judas.

Ponho abaixo as passagens da sua traição:

Mateus, 27

Então Judas, o que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos,
4 Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.
5 E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar.

Sim, amo Judas desavergonhadamente porque ele experimentou o arrependimento e, não podendo suportar os sofrimentos por ter traído o seu Senhor e o seu Mestre, "foi-se enforcar".

Então, nenhum dos padres paneleiros, que abusou sexualmente das crianças, foi-se
enforcar. Nenhum sentiu arrependimento pelo que tinha feito.
Nenhum deles suicidou-se deixando uma carta em que pedia perdão aos pais das crianças por ter arruinado a vida delas para sempre.
Mas o máximo insulto ao Mundo foi o pedido de perdão por parte do papa, foi realmente uma coisa vergonhosa e arrancalagrimas. Uma notícia que fiz o giro da Terra.

Mas ainda todos os outros discípulos tinham-no traído no sentido que o renegaram.

Por acaso qualquer pseudo-cristão papa-hóstias, que anda à roda deste artigo, tem rezado o terço às vezes? Não acredito nisso porque a hipocrisia reina neles. É seu dono e sua maîtresse.

Bom! Jesus encontra-se sempre sozinho nos 5 mistérios doloroso, abandonado por todos.

Re: AMO JUDAS LOUCAMENTE.
Quanti bucaioli ci sono qui.


  Caro Rio Grande,

Hoje vou adiar os assunto do teu email sine die porque prefiro atacar os MARISCAS deste local.

Por certo, os Italianos são muito mais ordinários do que os Portugueses, que têm crescido sob uma preponderante e castigada influença religiosa. E' verdade que infelizmente nós temos o Vaticano, que dita lei no Parlamento italiano (todo o projeto de lei deve ter o seu consenso e apenas depois torna-se Lei) mas o colorido das palavras ordinárias é uma nossa inalienável prerrogativa.

Nunca permitirei aos bucaioli (= paneleiros mas no meu idioma é ofensa mui forte e grosseria porque tem a sua origem de buco = buraco), que se encontram por aqui, exercitem uma autoridade avassaladora expressando pensamentos pesados, que são sem tom nem som, totalmente arbitrários. Entre as varias expressões que podemos usar para indicarmos um gay, há ‘buco’ como disse antes.
Fui ordinário? Não, na maneira mais absoluta.
A Psicologia convida-nos para dizermos palavrões, sem experimentarmos sensos de culpa. As máximas autoridades no âmbito psicológico sabem bem que temos de usar uma linguagem mais aberta, mas como podem contrastar a Cúria Romana se depois vão seguir purgas fascistas? E por consequência, calam-se.

Eu sou grosseiro!? Bom, antes de falardes assim, ide ler alguns comentários do Todo-Poderoso e do Todo-Inteligente Odisseia na Terra & Company (em que encontram-se: merda - bosta, etc., na melhor das hipóteses).

...

Re: Quanti bucaioli ci sono qui 2/2
Quanti bucaioli ci sono qui.

Segue..

Deves saber que eu fui obrigado a estudar como contabilista porque perto da minha aldeia não havia as escolas de Magistério Primário, ou melhor, havia, mas somente para as raparigas pois estas escolas eram geridas por irmãs, as quais odiavam o cheiro do pau e não pretendiam cair em tentação.

Mas tendo uma memória monstruosa, que mete medo a mim próprio e aos outros, recordo tudo mesmo as coisas mais insignificantes e mui afastadas no tempo (para mim, números de telefones, conteúdos de leis, acontecimentos do passado, regras de latim (estudado no ensino básico), etc. não representam um obstaculo e toda a gente admira-se comigo mas antes dela eu é que me admiro comigo, eu meto-me medo.

Estes ‘bucaioli’, estes santarrões devem ser rejeitados para atrás com o forcado, devem regressar aonde viram: para o inferno. Apenas o diabo e os seus afiliados semeiam cizânia, como está escrito no Evangelho e, de seguido, a discórdia entre nós. Eles marginalizam, chamam nomes a todas as pessoas que não pertencem ao seu entourage.
E dizer que eles têm rabos-de-palha.
E' claro estes caras têm grossos e grosseiros problemas psicológicos e a religião lhes oferece um grandíssimo abrigo, um berço em que gostam de se abandonarem em doce olvido.
Ademais eles gostam de chamar nomes a todos.

Olá, Ide avante, CRETINOS. Eu estou aqui à espera de vós.

Antônio
Re: Quanti bucaioli ci sono qui.
Re: Quanti bucaioli ci sono qui.
Re: Quanti bucaioli ci sono qui.
Gramática portuguesa.
Re: Gramática portuguesa.
Re: Gramática portuguesa.
Re: Gramática portuguesa.
Re: Gramática portuguesa.
O Sol brasileiro e a Lua italiana.
Re: O Sol brasileiro e a Lua italiana.
Re: O Sol brasileiro e a Lua italiana.
Re: O Sol brasileiro e a Lua italiana.
Re: O Sol brasileiro e a Lua italiana.
Re: O Sol brasileiro e a Lua italiana.
Re: O Sol brasileiro e a Lua italiana.
Os extraterrestres estão no meio de nós.
Re: Os extraterrestres estão no meio de nós.
Re: Os extraterrestres estão no meio de nós.
Re: Os extraterrestres estão no meio de nós.
Controle por parte de Amnesty International.

Queria enviar Amnesty International para a prisão onde está confinado o mordomo para que visitasse o preso e verificasse as suas condições de saúde e o seu equilíbrio mental.

Estou ansioso por ele.

António

Comentários 47 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub